CAGEPA deixa vazar 40 mil litros de soda cáustica no rio mais importante de JP, mas é a prefeitura quem socorre as comunidades ribeirinhas

O período de Carnaval ofuscou um dos maiores acidentes ambientais da última década em solo paraibano; o vazamento de 40 mil litros de soda cáustica (Hidróxido de sódio) no Rio Gramame, o mais importante para o abastecimento de João Pessoa. O fato ocorreu na última sexta-feira, 09.

Apesar do acidente ter sido causado por uma companhia estatal – a Cagepa -, foi a prefeitura que tomou a iniciativa de cadastrar mais de 100 famílias ribeirinhas para prestar a assistência necessária. O Governo do Estado a Secom preferiram o silêncio e tentaram abafar o acidente.

Ninguém ainda sabe o tamanho do impacto ambiental, mas peixes mortos já foram encontrados no rio. Informações ainda não confirmadas indicam que pescadores também encontraram jacarés e tartarugas vítimas da soda cáustica.

 

 

 

 

Comentar com Facebook

Comentários

COMPARTILHAR