Em menos de 100 dias, prefeito interino de Bayeux reduz a folha de pessoal de 75% para 64%

Aos poucos, o prefeito interino de Bayeux, Luiz Antonio, vem organizando a bagunça administrativa deixada por Berg Lima. É o que comprova os dados do Tribunal de Contas do Estado, mostrando a redução dos gastos com a folha de pessoal de 75% para 64,84%, em pouco mais de dois meses:

Falta pouco para o município atingir o limite legal estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal, que é 54% da receita corrente líquida. A redução só não foi maior por conta da queda mensal nos repasses do Fundo de Participação dos Municípios – FPM, em decorrência da crise econômica nacional.

É preciso reconhecer que Luiz Antonio vem fazendo a tarefa de casa, cortando gastos desnecessários, reduzindo a folha de pessoal e demitindo os funcionários fantasmas nomeados na gestão de Berg Lima.

A gestão passada tinha perdido o controle das nomeações e chegou a ter no mês de abril, 2.370 apadrinhados. Superando a quantidade de servidores efetivos; 1.618, conforme demonstra o Tribunal de Contas do Estado:

Fato que foi motivo de inúmeros escândalos na gestão de Berg Lima, um deles envolvendo a farra do cunhado Luis Carlos e demais secretários e coordenadores:

 

Comentar com Facebook

Comentários

COMPARTILHAR