Ex-auxiliar de Reginaldo Pereira, Hudson Almeida responde a inquérito policial por falsificação de documento público e vários processos na Justiça

O tempo em que passou à frente do IPREV- Instituto de Previdência de Santa Rita não traz boas recordações a Hudson Veras de Almeida, ex-auxiliar de Reginaldo Pereira na prefeitura. Hudson está atolado em processos na Justiça, sendo um inquérito policial por falsificação de documento público.

O processo foi movido pelo próprio Iprev, semanas após a cassação de Reginaldo Pereira. Hudson foi indiciado pelo crime de falsificação de documento público na 5ª Vara de Santa Rita:

Um vídeo da câmera de segurança do próprio Iprev, divulgado à época nas redes sociais, mostra Hudson apreensivo ao retirar documentos do Instituto, minutos após Reginaldo Pereira ser cassado:

A suspeita é de que Hudson tenha retirado documentos que pudessem comprovar irregularidades em sua gestão no Iprev.

Com fama de fofoqueiro e linguarudo demais, Hudson também responde um processo por calúnia e difamação movido pelo jornalista de Santa Rita, Luis Carlos Cunha. Mas fui informado que Hudson e sua mãe pediram desculpas ao jornalista e o mesmo decidiu cancelar a ação. A indenização por dano moral requerida na ação era no valor de R$ 30 mil.

Procurado para apresentar a sua versão dos fatos, Hudson Almeida preferiu se calar, mandou buscar informações no Ministério Público e ameaçou me processar por calúnia e difamação. Preferiu atacar do que explicar os processos que responde na Justiça.

 

Comentar com Facebook

Comentários

COMPARTILHAR