Fritura contra João Azevedo estaria partindo de Luis Tôrres

Uma fonte revelou ao Polítika que o pré-candidato ao governo do Estado, João Azevedo, estaria sofrendo novamente outro processo de fritura, assim como em 2016. Dessa vez, partindo do secretário de Comunicação, Luís Torres, justamente quem mais deveria ajudar a popularizar o nome do pré-candidato do PSB na grande mídia.

Estagnado desde o primeiro semestre nas pesquisas e ainda brigando com a margem de erro, João Azevedo não é visto por Luis Tôrres como um bom produto midiático, o que aumenta seu trabalho e as chances de fracasso em 2018. Versado na arte da comunicação política, precisamos reconhecer que Tôrres tem know-how na área e entende do que fala. Figura importante na reeleição de Ricardo Coutinho, Luis Tôrres deu outra vida à comunicação do governo quando assumiu a pasta depois de experiências desastrosas.

É notório que o secretário de Comunicação não está conseguindo fazer o contraponto necessário ao prefeito Luciano Cartaxo, que superou 2017 sem grandes desgastes à sua imagem e sem perder pontos nas pesquisas internas. Grande parte do insucesso da missão de Luís Torres estaria sendo creditado no fraco desempenho político de João Azevedo.

Porém, o receio maior de Luís Torres reside nos debates eleitorais na TV, importante para a virada de Ricardo Coutinho, em 2014, mas uma tragédia anunciada para seu pretenso sucessor. Sem uma retórica afiada e jogo de cintura para defender o governo, o medo é que João Azevedo seja engolido pelos mais experientes e bote tudo a perder.

Repetindo 2016, a professora Cida Ramos já começa a calçar as chuteiras…

Comentar com Facebook

Comentários

COMPARTILHAR