HOUSE OF GRANJA: Seria Luís Torres o Frank Underwood do governo Ricardo?

A surpreendente carreira do jornalista Luis Torres é de se admirar. De colunista do ClickPB à secretário de Estado em poucos anos, Torres revela ser muito competente e bom de bastidores. Mas tal ambição faria o índio sonhar com voos maiores?

Uma fonte do governo revelou ao Polítika que internamente já tem gente desconfiando que o secretário tem sonhado além da conta e já arquiteta, assim como o genial Frank Underwood, uma estratégia cirúrgica e de médio prazo, mas capaz de fazê-lo o escolhido de Ricardo Coutinho para 2018.

Luís Torres tem aparecido demais na mídia. Além de secretário de estado, virou um porta-voz do governo, e de vez em quando do PSB também. Ah, e não perde a oportunidade de alfinetar o senador Cássio Cunha Lima, sempre que pode. Vestiu a camisa do grupo e personificou o jeito Ricardo Coutinho de ser.

Mas o trabalho de bastidores tem sido mais efetivo. Segundo minha fonte, Luís Torres atuou na intriga de Ricardo Coutinho com Gervázio Maia, enterrou o nome de João Azevedo e omitiu Veneziano na nota da Secom sobre a viagem à Buenos Aires.

Será?

Comentar com Facebook

Comentários