Mentiroso contumaz, Berg Lima faz Aécio Neves parecer um amador

A cidade de Bayeux já tem um Aécio Neves para chamar de seu. Trata-se de Berg Lima, o prefeito corrupto, preso em flagrante com a mão na botija. Na entrevista concedida na Rádio Correio, Berg quis convencer o povo que o Ministério Público, Polícia Civil, Gaeco e a Justiça estão todos errados. Que o dinheiro recebido do empresário era o pagamento de um empréstimo para o fornecimento de alimentação da UPA não parar.

Ou seja, Berg Lima quer que o povo acredite que uma prefeitura que recebe mais de R$ 10 milhões por mês, carece da “generosidade” do prefeito para emprestar, pessoalmente, dinheiro a um fornecedor. Ainda mais quando a prefeitura, no mesmo período, torrava fortunas com aluguéis de carros fantasmas, contratação de consultorias desnecessárias, licitações duvidosas e super salários de até R$ 8 mil para vigilantes.

A falta de limites para o cinismo de Berg Lima já tem despertado inquietações na classe política de Bayeux. Muitos acreditam que Berg sofre de algum distúrbio psicológico, ou no mínimo seria um mitomaníaco; aquela pessoa que tem compulsão em mentir. Até um choro ele chegou a fingir para sensibilizar os mais emotivos. Mas não funcionou.

Quem pensava que o retiro prisional serviria de reflexão e lição de vida, enganou-se. Berg saiu pior do que entrou…

Comentar com Facebook

Comentários

COMPARTILHAR