O papel de Luiz Antônio para que Bayeux não virasse uma nova Santa Rita

Com a prisão do prefeito Berg Lima e seu afastamento pela Justiça e Câmara Municipal, o grande receio da população de Bayeux era que a cidade vivesse a mesma instabilidade política e administrativa que viveu a vizinha Santa Rita recentemente. Mas o cenário de salários atrasados, PSF’s fechados, lixo acumulado, greves, entre outras coisas, não se repetiu em Bayeux.

Até o mais ferrenho opositor precisa reconhecer o importante papel de Luiz Antônio na condução da administração, mesmo sem a menor experiência em gestão pública. E tendo que enfrentar a queda constante dos recursos oriundos do Fundo de Participação dos Municípios e as bombas deixadas por Berg Lima, a exemplo da contratação irregular de 2 mil servidores.

Não é tarefa fácil ter que consertar uma gestão totalmente desorganizada, sem tempo de transição ou um planejamento mínimo. É como fazer manutenção num carro em movimento.

Com um perfil mais equilibrado e pensamento focado no interesse comum, o prefeito interino de Bayeux conseguiu superar a turbulência e não deixou Bayeux viver o mesmo caos de Santa Rita.

Muito pelo contrário, está tirando a cidade do escuro, voltou a pagar o funcionalismo dentro do mês trabalhado, acabou com a falta de medicamentos e aos poucos está conseguindo moralizar a gestão.

A população tem reconhecido o esforço de Luiz Antônio e pesquisas internas já apontam uma aprovação de governo acima da média.

Em tempos de total descrédito com a classe política, precisamos compreender que nem todo político calça 40 e o bom trabalho precisa ser reconhecido.

Comentar com Facebook

Comentários

COMPARTILHAR