PESQUISA DATAFOLHA: Presidenciáveis da esquerda têm 65% dos votos válidos

Sem vencer uma eleição presidencial desde 1998, a direita brasileira caminha para mais uma derrota nas urnas. Distante dos interesses do povo e com um programa pouco nacionalista, os partidos de direita, principalmente o PSDB e DEM, insistem em privatizações, terceirizações e reformas que só aumentam a concentração de renda e prejudicam ainda mais a vida do trabalhador, a exemplo da reforma da previdência.

De acordo com a última pesquisa Datafolha para presidente, os candidatos da esquerda (Lula/Ciro Gomes/Marina/Manuela) somam juntos 65,6% dos votos válidos. Lula teria 43,7%, Marina 12,2% e Ciro Gomes 8,8%.

É um numero bastante elevado, ainda mais quando o principal partido da esquerda é protagonista no maior escândalo de corrupção da nova república.

Com votos nulos e brancos:

Tão corrupta quanto o PT, a direita brasileira sempre foi carente de uma base social e hoje perde eleitores para a extrema-direita liderada por Bolsonaro. E sem apresentar um programa que ajude a tirar o Brasil da crise, PSDB e DEM ainda carregam o ônus de sustentar o governo mais impopular da história.

O impeachment foi um tiro que saiu pela culatra e só serviu para impedir a prisão da cúpula do PMDB e desmascarar Aécio Neves.

Sem um líder popular, a direita caminha para mais uma derrota e o futuro presidente provavelmente virá da centro-esquerda.

 

 

 

 

Comentar com Facebook

Comentários

COMPARTILHAR