Ricardo Coutinho articulou para Câmara não cassar Berg Lima em troca do apoio a João Azevedo

Pragmático ao extremo, Ricardo Coutinho já se juntou a Deus e o Diabo para vencer eleições, mas ainda não tinha se associado a um criminoso preso em flagrante. Através do vereador Jeferson Kita (PSB), Ricardo operou para que o processo de cassação de Berg Lima fosse derrotado na Câmara Municipal de Bayeux.

E o que ele ganha em troca? O apoio de Berg a João Azevedo, caso o prefeito-presidiário volte à prefeitura de Bayeux. Seria uma prefeitura a menos para o PSDB e a oposição.

Das duas uma, ou Ricardo Coutinho está muito desesperado por voto ou está ficando senil. Pois associar a própria imagem e a de João Azevedo ao famigerado Berg Lima é muita coragem.

Para garantir que Berg Lima não fosse cassado, Ricardo Coutinho mandou sua irmã, Sandra, para intimidar algum vereador que ousasse votar a favor da cassação. Sentada na primeira fileira, Sandra Coutinho chegou a insinuar que vereadores do PSB que votassem contra Berg poderiam sofrer retaliações com a perda de cargos no governo do estado.

 

Comentar com Facebook

Comentários

COMPARTILHAR