Ricardo Impostinho lucra com a indústria da seca e vai cobrar 18% de ICMS dos carros-pipa

A sede tributária do governador Ricardo Impostinho não tem fim. A vítima da vez é justamente quem ajuda a matar a sede do paraibano que mora na região do semiárido; os pipeiros.

De acordo com comunicado emitido pelo Exército, instituição responsável pela Operação Carro-pipa, cada pipeiro deverá pagar 18% de ICMS à Secretaria de Tributos do Estados.

Sem ações efetivas no combate à seca, o governo do estado se escora nas ações do governo federal. Mas além de não ajudar, atrapalha.

O correto seria a isenção de impostos para os carros-pipa, pois não faz sentido o Estado lucrar com a industria da seca. Já nos basta as tiras de couro que Ricardo Impostinho esfola das costas do povo paraibano através da maior carga tributária do Nordeste.

Pagamos o maior ICMS da gasolina e álcool. Até pra morrer ficou mais caro na gestão de Ricardo Impostinho, que aumentou o ITCD de 4% para 8%. Na conta de água foram 6 aumentos desde 2011, totalizando 77,8% de majoração nas contas de água e esgoto.

Só falta agora Ricardo Impostinho tributar o ar que a gente respira…

Comentar com Facebook

Comentários