Romero Rodrigues pode indicar Pedro Cunha Lima na vice de Cartaxo para afastá-lo da sucessão de Campina em 2020

Em breve o grupo Cunha Lima vai conviver com uma disputa interna pela sucessão da prefeitura de Campina Grande. Fato bastante incomum, já que na recente história política paraibana o grupo tem se mostrado bastante coeso e vacinado contra os tradicionais ‘rachas’ que já afetaram PSB, PMDB e PT.

Romero Rodrigues vai querer eleger um sucessor da sua cozinha para continuar exercendo influência na prefeitura de Campina – provavelmente Tovar ou Ludgério. E Cássio vai querer eleger Pedro para que o filho trilhe o mesmo caminho que o levou ao Palácio; deputado federal, prefeito de Campina… e assim por diante.

Se antevendo ao cenário, Romero Rodrigues poderá abrir mão da indicação da esposa na vice de Cartaxo e empurrar Pedro Cunha Lima, que certamente agregaria bem mais que a primeira-dama de Campina, em votos.

Assim Romero ganha um álibi para não apoiar Pedro na sua sucessão e abrir caminho para Tovar ou Ludgério. Se o partido tem outros bons nomes e pode somar, porque renunciaria a vice-governadoria da Paraíba?

De besta Romero só tem a cara…

Comentar com Facebook

Comentários