Sindicato dos Jornalistas repudia interferência do governo na demissão de Anderson Soares da Arapuan

O Sindicato dos Jornalistas a Paraíba emitiu nota de repúdio, na noite desta quarta-feira (14),  aos fatos que levaram à demissão do jornalista Anderson Soares, dos quadros do Sistema Arapuan de Comunicação.

O sindicato enfatizou que rejeita qualquer tipo de perseguição, notadamente, por pressões de natureza política e econômica que caracteriou o caso e ataca a postura da empresa.

Nota de repúdio

O Sindicato dos Jornalistas da Paraíba vem a público externar seu repúdio aos fatos que levaram à demissão do jornalista Anderson Soares do Sistema Arapuan de Comunicação. A entidade, ao mesmo tempo em que se solidariza com o profissional, cumpre sua prerrogativa de rejeitar qualquer tipo de perseguição aos membros da imprensa paraibana, notadamente as pressões de origem política e econômica, como se caracterizou no caso do desligamento do comunicador, cuja retaliação se deu por uma notícia publicada em seu blog e, por consequência, alheia até a seu exercício profissional na referida empresa.

“É inaceitável que, em meio a tanta intolerância no país, tenhamos um caso de ingerência no nosso Estado vindo de um setor que se diz moderno e republicano. Registramos nosso repúdio a esse tipo de tratativa arcaica e reafirmamos nossa solidariedade aos companheiros da imprensa da Paraíba para que todos cumpram, com liberdade, seu dever de informar a população”, disse o presidente do sindicato, Land Seixas.

Comentar com Facebook

Comentários

COMPARTILHAR