‘Sou o único capaz de derrotar Bolsonaro’, diz Ciro Gomes

De passagem pela favela da Rocinha , nesta sexta-feira, o candidato do PDT à Presidência,Ciro Gomes , disse que “não é razoável” pedir a nenhum dos concorrentes ao Planalto que desista de sua candidatura para apoiar outras na tentativa de chegar ao segundo turno.

– O que é razoável é pedir ao eleitorado. Eu sou o único capaz de derrotar o Bolsonaro. O PT perdeu a condição de unir o Brasil. Eu tenho o melhor projeto, a experiência e a ficha limpa. Vou lutar até às 17h do dia 7 para proteger o país do fascismo – disse.

Apesar das últimas pesquisas, que colocam Ciro em terceiro lugar na disputa, mas distante de Fernando Haddad (PT), na segunda posição, o candidato do PDT disse estar confiante de que até o dia das eleições, no domingo, vai haver uma virada.

– É completamente provável (a virada). É só olhar o que aconteceu com as pesquisas nas eleições passadas. O segundo turno era entre Marina e Dilma e a história foi outra – afirmou.

A penúltima pesquisa Datafolha do primeiro turno das eleições presidenciais, divulgada ontem, mostrou que Jair Bolsonaro (PSL) avançou para 35% das intenções de voto e Haddad tem 22%. Na sequência, Ciro aparece com 11%.

O levantamento simulou cenários para o segundo turno. O confronto entre Bolsonaro e Haddad mostra um empate técnico, com vantagem numérica para o candidato do PSL: 44% a 43%. A disputa entre Bolsonaro e Alckmin também seria apertada: 43% a 42% para o tucano. Ciro é o único com vantagem mais folgada em relação ao capitão: venceria por 48% a 42%.

Perguntado sobre as características que o diferenciam positivamente em comparação a Haddad para enfrentar Bolsonaro, Ciro disse ter experiência chancelada pelo povo do Ceará. Para ele, o candidato petista não tem condições de enfrentar a “onda fascista”.

Comentar com Facebook

Comentários

COMPARTILHAR