Justiça manda Gaeco investigar doação de terreno no governo de Ricardo Coutinho para empresário ligado a Sérgio Cabral

A juíza Flávia da Costa Lins Cavalcante (1ª Vara da Fazenda Pública), determinou que o Gaeco e Ministério Público da Paraíba investiguem uma doação de terreno feita no governo Ricardo Coutinho,  por possível prática de crime de responsabilidade em doação de terreno para empresário do Rio de Janeiro ligado ao ex-governador Sergio Cabral.

A investigação, trata-se de ação anulatória de ato administrativo -desapropriação – de imóvel pertencente à empresa Itapoa onde empregava cerca de 300 funcionários diretos. Diz na decisão que o então Governador Ricardo Coutinho decretou de utilidade pública para fins de desapropriação a referida área para instalação de um projeto de energia Solar com a empresa Sollair, de propriedade do irmão de Sérgio Cortes então Secretário de Saúde de Sérgio Cabral, preso na operação lava jato.

Após 07 anos da desapropriação, nada foi instalado no mencionado imóvel que se encontra atualmente totalmente abandonado

A juíza determinou em audiência ocorrida no dia 27/11 a devolução do imóvel aos proprietários e ainda a remessa dos autos ao Promotor do Patrimônio Público, Adrio Nobre Leite, para apuração dos fatos relacionados a sua pasta e determinou a remessa do processo, onde existem muitas provas, ao Gaeco para apuração e providências na parte criminal.

ClickPB

Julian Lemos visita Centro de Educação da Polícia Militar da Paraíba e se compromete a destinar emendas

Nas redes sociais, o deputado federal Julian Lemos ressaltou sua visita ao Centro de Educação da Polícia Militar da Paraíba, garantindo que vai destinar emendas para a unidade:

Ruy reforça CPI para investigar vazamento de óleo no litoral

O deputado federal paraibano Ruy Carneiro vai integrar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigará, na Câmara dos Deputados, o vazamento de óleo ocorrido no litoral nordestino e que nos últimos dias vem avançando para as praias do Sudeste.

Desde o início das primeiras aparições das manchas no mar, sobretudo no litoral paraibano – praias do Bessa, Manaíra, Cabo Branco, Tambaba e Pitimbu –, Ruy vem fazendo duras cobranças para que sejam apuradas todas as informações e os responsáveis punidos. Ao todo, já são mais de 700 locais atingidos no País, com diversos danos ambientais, segundo IBAMA.

Para Ruy Carneiro, integrar à Comissão Parlamentar reforça sua luta para ajudar o País a identificar os responsáveis pela agressão ao meio ambiente:

“O vazamento de óleo trouxe impactos ambientais e também para as famílias que vivem da pesca no Nordeste, assim como pode já estar afetando o nosso turismo. Qual a sua origem? Quem são os responsáveis? Qual pode ainda ser a sua extensão e dano? Quais atitudes preventivas e corretivas? São questões que precisamos responder à população do País, mas principalmente da Região Nordeste”.

Sobre meios pra evitar novos danos Ruy destacou: “Vamos trabalhar para criar estratégias que evitem um novo desastre desse porte”, afirmou.

O convite para que seja membro da CPI do Vazamento de Óleo foi feito pelo deputado Carlos Sampaio, líder do PSDB.

DONA INÊS: professor universitário confirma pré-candidatura a prefeito

Convidado do programa Jornal da 99 – 2ª edição apresentado pelos radialistas Fábio Dutra e Cleon Batista, na rádio Talismã FM, Sergio Almeida, filho do ex-prefeito de Dona Inês, Luiz José, confirmou hoje (29), nome como pré-candidato ao cargo de prefeito do município.

Nas eleições 2018, o grupo de Sergio Almeida apoiou Raniery Paulino para deputado estadual e Damião Feliciano para deputado federal, teve destacado resultado, ficando atrás dos candidatos apoiados pelo ex-prefeito Antonio Justino por apenas 263 votos.

“Após o resultado das eleições 2018, passamos a realizar visitas e reuniões com nosso grupo no sentido de encontrarmos o melhor nome que pudesse representar o projeto de ideias que defendemos para desenvolvimento de Dona Inês”, disse Sergio.

Filiado ao MDB, mas excluído das decisões do partido no município desde as eleições de 2016 quando o grupo não foi ouvido na indicação da chapa, Sergio destacou que não ter preocupação no momento com partido, mas confirmou já ter recebido convites de outros partidos, a exemplo do PDT, da vice-governadora Lígia e do deputado federal Damião Feliciano.

“O próximo passo agora será a partir de janeiro consolidar o grupo de pré-candidatos a vereador do grupo, bem como sentirmos a aceitação do nome junto a população, defendendo o modelo de gestão que contribua para Dona Inês”, destacou Sergio.

Perguntado se caso não consiga viabilizar o nome como candidato a prefeito, Sergio admitiu que conversações com os grupos que hoje disputam a política local em Dona Inês, por entender que é preciso discutir de forma responsável e moderada alternativas para o desenvolvimento da cidade.

Ao lado de Sergio durante o programa estava o ex-prefeito Luiz José, que administrou o município de Dona Inês 4 vezes, tendo reconhecimento do Tribunal de Contas do Estado (TCE/PB) como modelo de gestão pública. Além dele, estiveram nos estúdios, os vereadores João Barbosa e apoiadores.

Sergio Almeida, além de professor universitário, é administrador, advogado. Na administração pública, já ocupou cargo de Diretor Administrativo da EMATER-PB e Chefia de Gabinete da Procuradoria Geral do Município de João Pessoa, Procuradoria Geral do Estado, Casa Civil do Governador.