Ex vice-prefeito de São Bento confirma que recebeu propina para pagar custos da reeleição de Ricardo Coutinho

Em vídeo divulgado nas redes sociais, o radialista Nilvan Ferreira apresenta um áudio do ex vice-prefeito de São Bento, John Lúcio, confirmando o teor da delação de Leandro Nunes – um dos primeiros presos da Operação Calvário – revelando que a reeleição de Ricardo Coutinho utilizou caixa 2.

“Ele [Leandro Nunes] citou meu nome dizendo que tinha entregado o dinheiro em São Paulo. É verdade, não é mentira não (…) ficou pendencia financeira no comércio, no comércio de Catolé. E no mês de abril disseram vá em São Paulo que lá vão entregar o dinheiro pra pagar as contas. Entregaram o dinheiro, fiz os depósitos lá em São Paulo, porque não ia viajar com um bocado de dinheiro dentro do avião. Vim embora pra São Bento e até hoje, foi isso que ele disse e foi isso que aconteceu”, declarou John Lúcio em entrevista.

É, amigos, o cerco está se fechando e agora a gente entende o desespero do chefão da organização criminosa. Deverá passa as férias no hotel do Estado…

DELAÇÃO DO FIM DO MUNDO II: Ivan Burity contou ‘segredos’ das campanhas de 2012 a 2018, e dedurou deputados

Projeto de Ruy defende consumidor de cortes na internet, telefonia e TV por assinatura

Projeto de lei apresentado pelo deputado federal paraibano Ruy Carneiro obriga as companhias de internet, telefonia e TV por assinatura a descontar mensalmente das contas dos consumidores os períodos em que os serviços deixarem de ser fornecidos.

Os cortes ou quedas, mesmo as de manutenção técnica, só poderão ocorrer sem compensação para os consumidores se forem inferiores a oito horas diárias e comunicados com antecedência mínima de 48 horas. Do contrário, as empresas precisarão garantir a seus clientes um desconto proporcional aos períodos de suspensão dos produtos.

Para melhor proteger os consumidores, o projeto de Ruy estabelece como um dia de interrupção dos serviços o equivalente a um período igual ou superior a oito horas diárias, contínuas ou não. Com isso, assegura um desconto de 1/30 do valor da franquia paga pelo consumidor.

“É preciso fazer esse ajuste na legislação para melhor proteger os interesses de grande parte da população, que paga franquias caras, mas muitas vezes é prejudicada pela suspensão da prestação desses serviços sem qualquer comunicado das companhias”, defende Ruy.

Segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), há 38 milhões de linhas de telefonia fixa e 42 milhões de residências com acesso à internet, em um total de 61% das unidades habitacionais do país. “O consumidor é obrigado a pagar pelo que não recebe e com prejuízos, porque deixa de realizar atividades importantes dentro de sua rotina diária ou mesmo no exercício de suas atividades profissionais”, complementa.

Tão pragmático quanto Ricardo, João Azevedo dá a senha para aliança com Cartaxo: “Se for viável, tudo bem. Se não for, cada um segue seu caminho”

Parece que o governador João Azevedo aprendeu com Ricardo Coutinho a ser pragmático nas alianças. Nesta terça, 10, João deu a senha ao prefeito Luciano Cartaxo sobre a aliança para 2020.

“Nenhum partido lançará candidato em todos os municípios. Isso será fruto de análise do Conselho Político, que vamos criar em janeiro. Eu não descarto absolutamente nada [aliança com Cartaxo]. Política a gente tem que sentar para discutir caminhos. Se for viável, tudo bem. Se não for, cada um segue seu caminho”, afirmou o governador.

Só sei de uma coisa, ambos tem algo em comum; isolar Ricardo Coutinho em 2020 e 2022.

Semanas atrás escrevi um artigo sobre a provável união dos principais executivos do estado:

Nova ordem política pode unir Cartaxo e João Azevedo em 2020

 

A sorte continua ao lado de Cartaxo

O prefeito Luciano Cartaxo é considerado um dos políticos mais sortudos da Paraíba. Com a cassação de Cássio, virou vice-governador e pavimentou sua campanha para deputado estadual em 2010.

Depois viu a máquina da prefeitura de João Pessoa cair em seu colo na eleição de 2012, após o racha entre Ricardo Coutinho e Luciano Agra.

E agora, apesar de não ter candidato a prefeito, Cartaxo conta com a pluralidade de candidaturas a seu favor. No mínimo, serão 6 candidaturas competitivas: Ruy Carneiro, Manoel Junior, Nilvan Ferreira, Walber Virgolino, Ricardo Coutinho e o candidato do governador João Azevedo.

Ou seja, com qualquer 25% o prefeito garante seu candidato no 2° turno. E com 45% de ótimo e bom na avaliação da gestão e quase 70% de aprovação, é uma tarefa pra lá de fácil.

Na penúltima pesquisa Datavox, por exemplo, Cartaxo aparecia com 19% das intenções de voto na pergunta espontânea, mesmo não podendo mais disputar um novo mandato.

Mas é bom não abusar da sorte e lançar um candidato sem teto de vidro…

No Twitter, Julian Lemos responde molecagem de Eduardo Bolsonaro: “Você mente a toda hora”

A infantilidade dos filhos de Bolsonaro já virou uma marca registrada da família. Certamente puxaram ao pai, um político sem educação que fica rugindo “ihuuuuu” em solenidades oficiais.

Então, o que esperar dos filhos senão pura molecagem?

Na última segunda, 09, o deputado federal Julian Lemos foi novamente vítima do aloprado Eduardo Bolsonaro, mas o paraibano não deixou barato: