ELEIÇÕES 2020: Maranhão abona ficha de filiação de Nilvan Ferreira

O senador José Maranhão abanou neste sábado, 01, a ficha de filiação do radialista Nilvan Ferreira, pré-candidato a prefeito de João Pessoa. Contudo, Nilvan ainda não decidiu pelo partido e levou a ficha pra casa.

Sem experiência administrativa, Nilvan vai precisar de apoiadores que passem segurança para o eleitorado, e Maranhão pode ser um deles.

VÍDEO: Se os advogados querem a suspensão do processo contra Ricardo Coutinho por falta de provas, então aqui vai uma

Família Maroja se reúne com Maranhão; Henrique ou Estefânia podem disputar prefeitura de Santa Rita

A família Maroja pode estar voltando ao MDB. A ex-deputada estadual Estefânia Maroja se reuniu neste fim de semana com o senador José Maranhão e conversaram sobre a eleição para a prefeitura de Santa Rita.

Se a filiação for concretizada, Estefânia ou o empresário Henrique Maroja deverão disputar a prefeitura. Sendo Henrique, ele disputaria pelo Cidadania, seu atual partido.

A família Maroja governou a cidade por vários mandatos – e sempre com boa aprovação – mas há muitos anos não lançam candidato ao executivo municipal.

Luciano Cartaxo e Helton René visitam Mercado do Geisel e entregam obras de urbanização que melhoram infraestrutura para comerciantes e consumidores

Ao lado do vereador Helton Renê, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, realizou uma visita e entregou, na manhã deste sábado (1º), as obras de urbanização do Mercado Público do Geisel. Com um investimento de mais de R$ 480 mil, o trabalho era aguardado pela população há mais de 30 anos e é fruto do diálogo realizado pela atual gestão da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP).

“Esta é mais uma obra que representa a importância da participação popular. Nossa gestão está nas ruas não só realizando mais obras, executando programas que melhoram a infraestrutura urbana, mas também ouvindo as pessoas. Dando voz e fazendo a cidade se transformar a partir deste diálogo. O Mercado Público do Geisel agora é mais um que está de cara nova, oferecendo melhores condições para a comercialização dos produtos e conforto e segurança para os consumidores”, afirmou o prefeito Luciano Cartaxo.

Com requerimento apresentado por Helton Renê, as obras requalificaram e garantiu o acesso a todas as pessoas.

“Um desejo de todos nós que moramos no Geisel, quero agradecer ao prefeito Luciano Cartaxo pelas obras de requalificação que melhoraram a infraestrutura interna do mercado passando a garantir mais acessibilidade para a locomoção das pessoas.” Disse Helton.

Ao lado do prefeito, um dos principais lideres políticos na região, Helton visitou os boxes na manhã deste sábado e pode ouvir dos comerciantes como a requalificação melhorou as condições de trabalho e trouxe mais conforto para os clientes.

Oposição em Boa Ventura se junta para lançar candidato único à prefeitura

A oposição da pequenina Boa Ventura, cidade da região do Vale do Piancó, de apenas 7 mil habitantes, está unida para apresentar um candidato único para disputar a prefeitura.

As principais lideranças da oposição irão se reunir em breve, revelou Dr. Amaro Jorge, um dos prováveis pré-candidatos. O grupo é formado por Miguel, Fábio arruda, Dudu Pinto, Dr. Paulo Sandro e Antônio Henriques.

Juíza rejeita denúncia do MPF sobre supostas irregularidades na revitalização da Lagoa

A juíza Cristiane Mendonça Lage, da Justiça Federal na Paraíba, rejeitou a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) que apontava irregularidades nas obras do Parque da Lagoa, em João Pessoa. Entre os denunciados, estavam os ex-secretários de Infraestrutura e Planejamento da Prefeitura de João Pessoa (PMJP), Cássio Andrade e Rômulo Polari, que seriam suspeitos de desviar recursos em obras de reforma do local.

“Insuficiente a denúncia mencionar impactante número do suposto prejuízo causado, já que para os denunciados se defenderem – e para que este Juízo possa trazer a lume estas questões na fase de instrução- deve constar da acusação quais fatos levaram os peritos a chegar àquele número”.

A denúncia

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou em 25 de janeiro deste ano denúncia contra os ex-secretários da Prefeitura de João Pessoa (PMJP) Cássio Andrade, Rômulo Polari, e mais cinco pessoas pelo crime de peculato referente a obras do Parque da Lagoa.

De acordo com o documento de seis páginas, assinado pelo procurador da República Yordan Moreira Delgado, houve a constatação de um superfaturamento de mais de R$ 4 milhões na construção de um novo muro de proteção.

Além dos ex-secretários, foram citados na denúncia os servidores da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) Maria da Penha Xavier de Brito, Marcos César Bezerra do Nascimento e Eugênio Régis Lima e Rocha, o funcionário da Caixa Econômica Federal Evaldo de Almeida Fernandes e o empresário Eduardo Ribeiro Victor (sócio-diretor da Compecc Engenharia, Comércio e Construções Ltda).

Prefeito isento

O procurador trouxe uma ressalva já na folha de rosto da peça em que ressalta “não há qualquer indício de participação do prefeito nos fatos narrados na denúncia”.

PMJP

Em nota divulgada no mesmo dia da denúncia, a Procuradoria-Geral do Município de João Pessoa ressaltou que o prefeito foi isento pelo próprio MPF de qualquer participação no caso e reafirma que o momento não é de pré-julgamento, uma vez que os indiciados terão a oportunidade de apresentar a sua defesa ao poder judiciário, quando será concluída a apuração do caso.

“A Procuradoria-Geral do Município ressalta ainda o compromisso da gestão municipal com a transparência e com a colaboração ativa em todas as fases, como vem fazendo desde o início. Diante das conclusões dos inquéritos e mesmo antes da denúncia, os procedimentos administrativos de controle interno também já haviam sido acionados”, disse.

João Azevedo, Cidadania e o prestígio de Nonato

Impossível não creditar a escolha do governador João Azevedo pelo Cidadania sem destacar a influência de Nonato Bandeira, seu braço direito na estratégia política.

Certamente João teve outras opções, mas escolheu entrar no partido de Nonato e Ronaldo Guerra. Se ingressou num partido sem exigir a presidência é porque o governador confia muito na dupla.

E não teria como não confiar, desde o início do governo, Nonato e Guerra têm apagado muitos incêndios e facilitado a vida de João Azevedo, que não foi nada calma em 2019.

Com a filiação de João ao Cidadania, Nonato se firma como o número 1 após o chefe do executivo. É o homem forte do governo.

Pedido do MPF para prender Ricardo Coutinho novamente será apreciado na próxima segunda-feira

A edição do Diário da Justiça Eletrônico (DJe) do Superior Tribunal de Justiça (STJ) desta sexta-feira (31) trouxe a publicação de dois despachos referentes ao pedido de habeas corpus do ex-governador Ricardo Coutinho. A decisão do ministro Napoleão Nunes Maia Filho, concedendo a liberdade a Ricardo Coutinho e o agravo regimental interposto pelo Ministério Público Federal pedindo a revisão da concessão do habeas corpus.

Já na próxima segunda-feira (03), quando acaba o recesso judiciário, a relatora da matéria, ministra Laurita Vaz, deverá apreciar o recurso com urgência. O Ministério Público Federal argumentou, no pedido de agravo regimental, que houve quebra na unidade da jurisdição, em razão de que todos os habeas corpus relativos à Operação Calvário deveriam ter tido a mesma relatoria. Como o STJ estava em recesso quando os habeas corpus foram impetrados, as matérias foram distribuídas para outros ministros que não eram a relatora ministra Laurita Vaz.

Portanto, em busca de uma unidade jurisdicional, a vice-presidente do STJ, ministra Maria Thereza de Assis Moura, determinou, “tão logo se inicie o ano judiciário, o encaminhamento urgente deste recurso à eminente relatora, a quem caberá a sua análise e, inclusive, eventual reconsideração da decisão impugnada”. Ela ainda considera que o recurso se trata de questão técnica de competência.

O julgamento do recurso feito pelo Ministério Público Federal poderá provocar mudanças nas decisões do processo de habeas corpus de Ricardo Coutinho e de todos os outros envolvidos na Operação Calvário.

ClickPB