PMJP implanta três pontos para vacinação de idosos por ‘Drive thru’

A campanha de vacinação contra a influenza em João Pessoa vai ganhar um novo reforço a partir desta terça-feira (24). A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) anunciou a implantação de três pontos de ‘drive thru’, quando o atendimento é feito dentro do veículo. Além dos 68 pontos já instalados, disponibilizados em ginásios de escolas municipais, a população idosa poderá receber a vacina dentro do carro no Parque da Bica e nos Shoppings Mangabeira e Manaíra. A exemplo do que já acontece nos demais pontos de vacinação, a imunização será oferecida exclusivamente à pessoa idosa, o que não impede de ter um acompanhante conduzindo o veículo.

Em razão das medidas de segurança, apenas automóveis estão autorizados a serem recebidos. Os pontos de entrada, de vacinação e de saída de veículos estarão sinalizados. “A meta é vacinar 90% do grupo prioritário, disponibilizando, ao longo de toda a campanha, 246 mil doses da vacina. Idosos acamados receberão a vacina em casa. Para isso, é preciso ter o cadastro em uma Unidade de Saúde da Família. Abrigos de idosos de longa permanência também receberão a vacina no local”, explicou Ana Giovana.

Trabalhadores de saúde – Os profissionais da área de saúde que trabalham na rede hospitalar serão vacinados em seus locais de trabalho. Serão visitadas 30 instituições de grande porte, entre unidades de pronto atendimento (UPA), hospitais públicos e privados. Já os que não trabalham na rede hospitalar deverão se vacinar em sua USF de referência no turno da manhã.

Youtube tira do ar vídeo em que ‘filósofo’ da família Bolsonaro diz que coronavírus não existe

O Youtube retirou de sua plataforma um vídeo em que Olavo de Carvalho negava a existência da pandemia de coronavírus no mundo, segundo ele a maior manipulação da história.

A plataforma entendeu que o conteúdo publicado feria as diretrizes da comunidade, noticia a coluna Painel, da Folha de S.Paulo.

No vídeo, o ideólogo do governo Bolsonaro dizia ainda que não existe nenhum caso confirmado de morte pelo vírus.

São João de Campina Grande é adiado

O prefeito Romero Rodrigues anunciará, às 18h, desta segunda-feira, 23, através de uma live transmitida por suas redes sociais e pelos perfis oficiais da Prefeitura de Campina Grande, a nova data oficial de realização do Maior São João do Mundo 2020.
A decisão do prefeito campinense levará em conta todas as circunstâncias e consequências da realidade imposta pela pandemia do Covid-19.

CORONAVÍRUS: Itália tem redução de mortos e infectados pelo segundo dia consecutivo

Pelo segundo dia consecutivo, os números mostram que a Itália está no caminho certo para reduzir a velocidade da epidemia de Covid-19.

De ontem para hoje, houve 601 mortos, menos do que no domingo (651) e no sábado (793).

Depois de duas semanas de isolamento total, o governo italiano baixou ontem um decreto que restringiu ainda mais o funcionamento da economia, a fim de achatar definitivamente a curva do contágio.

Se a queda continuar nesse ritmo, daqui a 15 dias o país finalmente poderá retomar algumas atividades.

Após críticas da oposição, Bolsonaro tira de MP artigo que previa 4 meses sem salário para trabalhador

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (23) que revogou o trecho da medida provisória que previa, como combate aos efeitos da pandemia do coronavírus na economia, a suspensão dos contratos de trabalho por 4 meses.

A medida foi publicada pelo governo nesta segunda no “Diário Oficial da União”. O trecho revogado pelo presidente é o artigo 18.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), partidos políticos e entidades já haviam se manifestado contra pontos da MP editada pelo governo e defenderam aperfeiçoamento do texto.

“Determinei a revogação do art.18 da MP 927, que permitia a suspensão do contrato de trabalho por até 4 meses sem salário”, escreveu Bolsonaro em uma rede social.

Uma medida provisória, assim que assinada pelo presidente, passa a valer como lei. Em no máximo 120 dias, precisa ser aprovada pelo Congresso, senão perde a validade.

Os outros pontos que não foram revogados pelo presidente seguirão para a análise de deputados e senadores.

João Azevêdo anuncia edital com 2.443 vagas temporárias para profissionais de saúde

O governador João Azevêdo anunciou, nesta segunda-feira (23), durante entrevista, em João Pessoa, a abertura de seleção simplificada para incrementar o quadro de profissionais das Unidades de Terapia Intensiva (UTI), em caráter excepcional por conta do novo coronavírus (Covid-19). Serão abertas 2.443 vagas entre médicos e outros profissionais de saúde. O contrato de trabalho terá validade de 90 dias e a contratação será feita de forma gradativa, mediante necessidade de abertura de novos leitos.

O edital prevê 160 vagas para médico intensivista, 168 para clínica médica, 336 para enfermeiro e 336 para fisioterapeutas. Serão abertas ainda 1.200 vagas para técnicos de enfermagem, 100 para técnicos de vigilância em saúde e 50 para técnicos em análise clínica. A contratação será feita de forma gradativa para reforçar o quantitativo de profissionais nos municípios de: Cajazeiras, Campina Grande, João Pessoa, Mamanguape, Patos e Pombal. Os profissionais da assistência farão plantões de seis horas, sendo no mínimo dois plantões semanais, já os administrativos cumprirão carga horária de 40 horas semanais, de acordo com a legislação vigente.

“Nós estamos aumentando o número de leitos e precisamos de profissionais para atuar nos locais. Nós estamos lançando esse edital amanhã (24), o processo seletivo será feito pela Espep para atender os novos 300 leitos que vamos abrir não só em João Pessoa, mas em Campina Grande e no Sertão, que irão requerer uma equipe cada vez maior”, explicou.

As chamadas serão realizadas de forma gradativa, de acordo com a ampliação de leitos nas ondas de combate ao coronavírus. Por conta do risco de aumento de mortalidade do coronavírus (Covid-19), não será permitida a participação de candidatos com mais de 60 anos de idade, ou que se enquadrem em outro grupo de risco da doença. O Processo Seletivo Simplificado da Secretaria de Estado da Saúde será regionalizado. O candidato concorrerá apenas à vaga da Unidade Hospitalar para a qual se inscreveu. O edital será publicado no Diário Oficial desta terça (24) e as inscrições serão realizadas apenas via internet.

Testes – O governador João Azevêdo também anunciou a aquisição de 315 mil kits para a realização de testes para diagnosticar o coronavírus. Além disso, o Estado deve receber 185 mil kits do governo federal, somando mais de 500 mil testes. “A partir desta semana, com a chegada da placa viral, nós teremos dois equipamentos que irão fazer os testes aqui, o que vai permitir uma agilidade muito maior no resultado. O governo federal também anunciou que enviará aos Estados 5 milhões de testes rápidos e, dependendo da chegada desse material, estamos planejando colocá-los em um determinado ponto para que a coleta seja feita, sem nem mesmo o cidadão precisar sair do carro”, disse.

Hospital de Campanha do Exército – João Azevêdo ainda afirmou que irá se reunir com o 4º Comando do Exército, nesta terça-feira, para discutir a disponibilização de um Hospital de Campanha para atender possíveis casos da Covid-19, em caso de necessidade. “Nós temos que nos precaver e nos antecipar em qualquer situação. Como o número de hospitais de campanha do Exército não é tão grande, nós queremos fazer essa reserva para termos essa disponibilidade, caso seja preciso. É importante entender que com os leitos que reservamos, junto com as prefeituras de João Pessoa e de Campina Grande, a população terá o atendimento necessário”, assegurou.

COMBATE AO CORONAVÍRUS: Ruy Carneiro propõe reduzir salários de deputados, senadores e parlamentares em todo o Brasil

Com o objetivo de reforçar as ações de saúde na prevenção e tratamento do coronavírus, o deputado federal da Paraíba Ruy Carneiro apresentou nesta segunda-feira projeto de decreto legislativo defendendo o corte de 50% nos salários de deputados federais e senadores durante três meses. E sugeriu que todas as demais casas parlamentares do Brasil façam o mesmo: Senado, Assembleias Legislativas e Câmaras Municipais.

Os recursos economizados se destinariam às ações de emergência para proteger a população da pandemia da COVID-19. Só com o corte no Congresso Nacional, nas remunerações de deputados e senadores, seria possível uma economia de cerca de R$ 30 milhões, mas esse valor chegaria um volume muito maior com a adoção dessa medida nos 5.570 municípios e nos parlamentos estaduais.

“O momento é de dar exemplos. Muitas trabalhadoras e trabalhadores tiveram ou terão perdas, inclusive com a suspensão dos contratos de trabalho instituída em Medida Provisória. Portanto, temos que dar exemplos também no parlamento e mesmo nos demais poderes”, defendeu Ruy.

“Com os recursos economizados dos salários de deputados, senadores e vereadores, podemos garantir o orçamento necessário para a compra, por exemplo, de respiradores, de equipamentos e materiais de proteção para médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde que estão na linha de frente desta guerra lutando bravamente em favor de toda a população”, defende Ruy.

“O momento exige de todos nós uma contribuição, um sacrifício, para que a população consiga superar da melhor maneira possível este período”, diz. A proposta já foi protocolada na Câmara dos Deputados com um pedido especial de urgência em sua tramitação e votação. “O Brasil tem pressa porque o vírus se propaga muito rapidamente e precisamos proteger a população, principalmente os grupos mais vulneráveis, como idoso e portadores de doenças crônicas”, acrescenta Ruy Carneiro.

Assessoria