PESQUISA IPESPE: Após aliança com o Centrão, avaliação positiva de Bolsonaro despenca de 31% para 25%; ruim e péssimo subiu para 50%

Pesquisa realizada pelo instituto Ipespe para a corretora XP Investimentos, divulgada nesta quarta-feira (20), mostra que a aprovação de Jair Bolsonaro segue despencando à medida em que aumenta o número de mortes pela pandemia do novo coronavírus.

O levantamento foi realizado após a aliança com o Centrão. Para se segurar no cargo, o presidente tem distribuído cargos para partidos cujo dirigentes foram condenados no Mensalão ou respondem processos por formação de quadrilha.

Segundo a pesquisa, o percentual de brasileiros que consideram o governo Jair Bolsonaro ruim ou péssimo subiu de 42% para 50% entre 24 de abril e 20 de maio.

Já os brasileiros que consideram o governo ótimo ou bom caíram de 31% para 25% no mesmo período, marcado pelas demissões de Luiz Mandetta  e Nelson teich do Ministério da Saúde, e pela saída de Sérgio Moro do Ministério da Justiça.

Os entrevistados foram questionados também sobre impactos da crise causada pelo coronavírus. Para 68%, o pior ainda está por vir, enquanto 22% avaliam que o pior já passou.

A pesquisa mostra que se mantém alto o apoio ao isolamento social como medida de enfrentamento à pandemia. Para 76%, ele é a melhor forma de se prevenir e tentar evitar o aumento da contaminação pelo coronavírus, enquanto 7% discordam. Outros 14% avaliam que ele está sendo exagerado.

Para este levantamento a XP/Ipespe realizou 1.000 entrevistas de abrangência nacional, nos dias 16, 17 e 18 de maio. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais.

MITO? A fatura da irresponsabilidade de 57 milhões de eleitores chegou

CASO DOS FANTASMAS: Desembargador chegou a considerar a necessidade de mais uma prisão cautelar para Berg Lima

Durante a sessão do Tribunal de Justiça nesta quarta, 20, que por 12 x 1 afastou Berg Lima da prefeitura de Bayeux, um dos desembargadores chegou a questionar o relator Joás de Brito Pereira sobre a necessidade de prisão cautelar.

Joás esclareceu que a prisão poderia sim ser decretada pelo Tribunal, mas que no caso em questão não acreditava ser necessário. Berg escapou fedendo.

População de Bayeux se livra do constrangimento de ter um ex-presidiário corrupto como prefeito

População de Bayeux se livra do constrangimento de ter um ex-presidiário corrupto como prefeito

Demorou, mas a população de Bayeux está livre do constrangimento de ter um prefeito que foi preso em flagrante com dinheiro na cueca.

Após quase seis meses preso, Berg Lima voltou para a prefeitura graças a uma absurda liminar do STJ. Dessas decisões surreais que faz o povo descrer do judiciário.

Em março, Berg Lima foi condenado em segunda instância por improbidade, porém, mais uma vez contou com a benevolência da Justiça e continuou no cargo, mesmo sendo um corrupto condenado.

Agora o Tribunal de Justiça realmente fez justiça e por 12 x 1 aceitou a denúncia em que o ex-presidiário é acusado de contratar funcionários fantasmas e embolsar parte do salário. Os desembargadores relembraram o nefasto histórico do meliante e também o afastaram do cargo.

Bayeux agora está livre do maior estelionato eleitoral da sua história. O cofre da cidade agradece.

FIM DE LINHA PARA O CORRUPTO: Por 12×1, Tribunal de Justiça afasta Berg Lima da prefeitura de Bayeux

O povo de Bayeux não terá mais que conviver com o constrangimento de ter como prefeito um político que foi preso em flagrante com dinheiro na cueca. Além da prisão, Berg também já foi condenado em duas instâncias por improbidade.

Por 12×1, o Tribunal de Justiça acaba de afastar o corrupto da prefeitura. Berg é acusa de contratar funcionário fantasma e embolsar parte do dinheiro.

O presidente da Câmara, Jefferson Kita, vai assumir como prefeito interino.

URGENTE: Por 11×1, Tribunal de Justiça forma maioria e afasta o corrupto Berg Lima da prefeitura de Bayeux

Em sessão on line, o Tribunal de Justiça acaba de formar maioria por 11×1, aceitando a denúncia do Ministério Público sobre a contratação de funcionários fantasmas na prefeitura de Bayeux e afastando o corrupto Berg Lima, que já foi condenado em duas instâncias por improbidade.

Em 2017, Berg Lima foi preso em flagrante com dinheiro na cueca e passou quase seis meses preso.

O presidente de Câmara Municipal, Jefferson Kita, irá assumir como prefeito interino.

Deputado Ruy Carneiro propõe convocação da bancada para cobrar balanço do governador e prefeitos sobre Covid-19

O deputado federal Ruy Carneiro dirigiu-se à bancada federal da Paraíba para cobrar mais informações do governo do estado e prefeituras. O assunto da reunião que o parlamentar está propondo deve ser para que seja apresentado um balanço do que já foi feito no combate à pandemia da Covid-19. De acordo com Ruy, a população tem mostrado insegurança sobre as iniciativas dos governos.

“Nós, deputados e senadores, temos o papel de cobrar das autoridades o cumprimento das suas atribuições. Já destinamos emendas e construímos legislação para auxiliar o governo e as prefeituras no combate ao novo coronavírus. Mas é preciso clareza sobre o que está sendo feito, e como está sendo feito, para diminuir o sofrimento da população”, destacou Ruy Carneiro.

É preciso saber de cada gestor quanto investimento foi recebido, a quantidade de testes que chegaram, respiradores, plano de contingenciamento, entre outros fatores, segundo o deputado Ruy. “Queremos jogar a favor do povo. Que é quem mais está sofrendo neste momento. Queremos transparência sobre o trabalho que vem sendo realizado. Até para que possamos melhorar nossa atuação, se for o caso, em Brasília”, arrematou.

Trocolli de casa nova?

Trocolli Junior é um dos deputados com mais tempo de Assembleia Legislativa. É daqueles raros parlamentares que faz política por vocação, é bem quisto por todos e tem um perfil agregador. Coisa rara hoje em dia.

Atualmente filiado ao Podemos, Trocolli pode estar arrumando as malas para o avante do deputado Genival Matias, outro mestre em fazer política, que tem se demonstrado muito habilidoso na atual legislatura.

Genival convidou nesta quarta-feira (20) o deputado Trocolli Júnior para se filiar ao partido que foi um dos que mais cresceram no estado e possui a segunda maior bancada na Assembleia Legislativa da Paraíba.

Genival Matias explica que a reconhecida atuação parlamentar e o compromisso com o desenvolvimento da Paraíba, são fatores importantes para agregar ao partido com a filiação de Trocolli.

“O Avante é um partido que comporta todos os perfis de quem quer o melhor para o desenvolvimento da Paraíba. Trocolli tem uma história de dedicação e trabalho na política paraibana ao iniciar sua carreira como vereador em 1992. Posteriormente, foi eleito deputado com atuação de mais de 20 anos na Casa de Epitácio Pessoa, foi secretário de Governo e é reconhecido por praticar a boa politica. Portanto, seria uma grande satisfação para todos que fazem o Avante ter Trocolli Júnior nos nossos quadros”, concluiu Genival.

O presidente do partido antecipou que o deputado ainda não deu uma resposta, mas que aguarda um resultado positivo do convite oficializado.

Ex-presidente da CMJP agradece Bruno Farias por se associar ao debate sobre flexibilização do isolamento e destaca “união do Poder Público”

Em meio a pandemia Covid-19 a sintonia nas proposituras apresentadas na Câmara de João Pessoa chama a atenção. O vereador Marcos Vinícius (PL) destacou nesta quarta-feira (20) a necessidade de se criar uma comissão que una Poder Público e segmentos econômicos para debater quando e como se dará a flexibilização do distanciamento social.

Neste sentido Marcos comemorou que seu colega de Câmara, Bruno Farias tenha, logo após ele, ingressado com proposta semelhante. “Esta não é uma preocupação exclusiva do vereador Marcos Vinícius ou de Bruno Farias. Toda a Câmara e eu diria que toda a cidade quer que este debate ganhe corpo através de um planejamento cuidadoso que preserve a vida e possa criar um horizonte de recuperação econômica”, disse.

Sobre as medidas adotadas pelo prefeito, Luciano Cartaxo (PV), mas lembrou que a gestão além de promover o distanciamento social buscou se estruturar, inclusive reabrindo hospitais e ampliando programas sociais, mas reiterou a necessidade da retomada das atividades econômicas.

“É preciso se fazer um debate amplo com os diversos segmentos econômicos, sobretudo com os empresários, a exemplo de donos Shoppings, de restaurantes, lojas de Departamento, e outros segmentos, bem como seus representantes como Fecomercio, Sinduscon e entidades civis e religiosas, para que eles se preparem para o novo momento econômico. Eles serão impactados com a abertura desse período e essa discussão não pode ser deixada para uma ocasião posterior. A flexibilização vai precisar de regras mínimas e bem definidas”, explicou Marcos.

Marcos disse ainda estar acompanhando o processo da volta à normalidade em outros países e que percebeu que, em todos os locais, há um plano bem estruturado e com estratégia clara para a volta da economia. “Proponho que a Câmara Municipal de João Pessoa participe dessa discussão, fazendo um debate amplo, ouvindo os segmentos sociais que serão impactados com a reabertura. O Supremo Tribunal Federal inclusive já deixou claro que essa flexibilização vai depender de cada ente federativo”, arrematou.

Estrutura de ‘pequena’ ponte que vai custar quase R$ 120 mil a prefeitura de Sousa desaba com chuva de apenas 40mm

Parte da estrutura que dava sustentação à construção de uma ponte sobre o Canal do Estreito, localizada na rua Cel. Antônio Soares, Bairro do Estreito, na cidade de Sousa, sertão da Paraíba, desabou na madrugada desta quarta-feira (20). O desabamento ocorreu após uma pequena chuva de apenas 40mm cair na cidade durante a madruga de hoje.

A obra que não tem placa indicado o nome da empresa responsável, foi licitada pela prefeitura municipal de Sousa no dia 04 de fevereiro de 2020, com o valor estimado R$ R$ 117.224,45 (cento e dezessete mil duzentos e vinte e quatro reais e quarenta e cinco centavos).

Conforme edital de licitação a obra tem como objetivo melhorar o trafego de veículos e pedestres sobre o canal do estreito. Após emissão da ordem de Serviço, a empresa vencedora teria um prazo de 03 (três) meses para concluir os trabalhos.

O ex-vereador Everaldo Marques esteve no local e produziu um vídeo narrando à situação da obra, que além de não ter placa informativa do valor, da empresa responsável e data de início dos serviços, também não há sinalização que possa orientar as pessoas que trafegam pelo local.

Debate Paraíba