Ex-presidiário Berg Lima é afastado pela terceira vez e já pode pedir música no Fantástico

O desembargador Joás Pereira de Brito acaba de decidir liminarmente pelo afastamento do corrupto Berg Lima numa ação criminal sobre apropriação indébita previdenciária.

O ex-presidiário já se encontra afastado por decisão do Tribunal de Justiça, por 12 x 1. É o terceiro afastamento de Berg Lima e agora ele já pode pedir música ao Fantástico. Sugiro aquela lá de Bezerra da Silva, “se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão”…

 

Operação Proteção da Prefeitura de João Pessoa realiza 330 testes de Covid-19 e 55 atestam positivo, durante segundo dia da ação em Mangabeira

A Operação Proteção, realizada pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), em Mangabeira, realizou 330 testes rápidos para Covid-19 nos moradores do bairro na manhã desta quinta-feira (28). Desse total, 55 testaram positivo, enquanto outros 275 foram descartados.

A ação, que tem como objetivo melhorar a taxa de isolamento social e combater a disseminação do Coronavírus permanece nesta sexta-feira (29) com barreiras sanitárias na Avenida Josefa Taveira e Rua Luiz Alberto Moreira Coutinho.

Os testes rápidos foram realizados por profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) em dois pontos de bloqueio do bairro. Na Avenida Josefa Taveira foram feitos 249 testes, sendo 46 positivos e outros 203 descartados. Já na Rua Alfredo Ferreira da Rocha, dos 81 testes, 9 deram positivo e 72 descartados.

As testagens foram feitas a partir das abordagens dos transeuntes e pessoas no interior dos veículos e por demanda espontânea, moradores que apresentavam alguma alteração na temperatura ou de outros sintomas de Covi-19.

“É uma forma de diminuir a curva de contaminação e a pressão sob o nosso sistema de saúde com relação à capacidade de leitos”, disse Zennedy Bezerra, secretário de Desenvolvimento Urbano (Sedurb). “Além das ações de saúde, a Operação Proteção conta ainda com a participação de cerca de 100 profissionais de várias secretárias, atuando simultaneamente nas áreas de fiscalização e desinfecção de ruas, avenidas e espaços públicos”, finalizou.

Fiscalização – A Operação Proteção ainda visitou 17 estabelecimentos comerciais durante a manhã desta quinta-feira (28), quatro deles foram fechados por descumprimento do decreto municipal, outros 14 foram notificados e dois autuados. A ação realizada pelo Procon-JP, juntamente com a Procuradoria-Geral do Município (Progem), Guarda Municipal, Vigilância Sanitária e Meio Ambiente (Semam), segue no período da tarde e durante toda esta sexta-feira (29).

Limpeza e desinfecção – Força-tarefa de limpeza, higienização e desinfecção, coordenada pela Defesa Civil, com a participação da Emlur, acontece percorrendo ruas avenidas, praças e pontos de fluxo de pessoas. Nessa ação, os profissionais estão realizando a pulverização dos espaços, para diminuir o risco de contaminação.

A Operação é realizada numa ação conjunta das secretarias de Saúde, Desenvolvimento Urbano, Mobilidade Urbana, Desenvolvimento Social, Meio Ambiente, Segurança Urbana e Cidadania, junto com o apoio do Procon-JP e da Defesa Civil.

Em primeira reunião com governador e prefeitos da Grande João Pessoa, Jefferson Kita apresenta ações iniciais e pede ajuda para a saúde de Bayeux

O prefeito de Bayeux, Jefferson Kita (Cidadania), participou da primeira reunião online com os prefeitos da Grande João Pessoa e o Governador João Azevedo (Cidadania), para discutir as novas medidas de combate e enfrentamento ao novo Coronavírus.

Kita manifestou preocupação com a situação em que a cidade se encontra, sob completo caos administrativo e financeiro, com folhas de médicos, aposentados e outras áreas da administração em atraso, deixadas pela gestão Berg Lima. O prefeito fez um apelo ao governador João Azevedo para que socorra o município urgentemente e auxilie nas despesas da UPA.

A proposta do gestor é que o Estado destine uma ajuda financeira para socorrer o município com as despesas da Unidade, que hoje chega a quase R$ 1 milhão.

Kita também elencou ações realizadas nesses primeiros dias de governo, como a abertura da sala de Raio-X da UPA, instalação de uma unidade do laboratório de análises clínicas do município na unidade, de modo a agilizar os diagnósticos para covid-19, restabelecimento de ações que estavam paralisadas e normalização de serviços básicos como coleta de lixo, poda de árvores, limpeza urbana, além de diversas outras ações.

De acordo com Kita, na reunião foi pautada a necessidade de medidas restritivas mais duras, tendo em vista o aumento do número de casos na Região Metropolitana.

“O isolamento social mais rígido é uma medida que, embora pareça dura, pode ser necessária neste momento já que os casos só têm aumentado e estamos em vais de sofrer um colapso no sistema de saúde da região da capital”, pontuou o prefeito.

“Obviamente, há uma preocupação com a economia, com o funcionamento das cidades. Todos os prefeitos e Governador concordam com isso, mas também entendemos que, para pensar em uma flexibilização futura, é necessário tomar medidas mais duras nesse momento, no sentido preservar vidas, já que corremos um iminente risco de ‘apagão’ de leitos. Nesse momento, é fundamental preservar vidas”, enfatizou.

Assessoria

VÍDEO: Ruy cobra da PMJP extensão da gratificação concedida aos médicos para demais profissionais da Saúde

A Medida Provisória da Prefeitura Municipal de João Pessoa, que estabelece gratificações apenas para os médicos durante a pandemia do novo coronavírus, tem provocado indignação dos demais profissionais da área da saúde. Para o deputado federal Ruy Carneiro, que tem atuação contundente junto às instituições de saúde da Paraíba, a diretriz publicada nesta quinta-feira (28) exclui toda uma gama de profissionais que estão no dia a dia da batalha, colocando a própria vida em risco, para salvar as vidas das pessoas.

“Você já imaginou uma unidade de saúde só com médico? Isso não existe. Mas, na cabeça deles, só esse profissional deve receber bonificação”, asseverou Ruy Carneiro.

O deputado informou ainda, em vídeo publicado nas suas redes sociais, que vai lutar para que isto não se concretize, para o benefício seja ampliado a todos que participam da rede de atendimento às vítimas do Covid-19. “Não é respeitoso com os profissionais que estão lá arriscando as próprias vidas. Não é momento de excluir, mas sim de incluir. Enfermeiro, socorrista, farmacêutico, motorista de ambulância, psicólogo, entre tantos outros profissionais ficaram de fora. Mas vamos lutar para que isto não continue”, pontuou Ruy Carneiro.

A Medida Provisória 79/2020 da prefeitura prevê a Gratificação Temporária de Emergência emSaúde Pública – Gtesp, “com exclusividade ao servidor ativo ocupante de cargo público de provimento efetivo de Médico”. Ou seja, todos os demais profissionais das Unidades de Pronto Atendimento (Upas), do Hospital Santa Isabel, do Hospital Municipal do Valentina, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) não receberão nenhum benefício por estar se dedicando no combate à pandemia.

Ruy Carneiro cobrou a valorização das equipes com a hashtag #TodosMerecemReconhecimento. “O combate ao coronavírus é feito por uma equipe. E toda essa equipe merece ser reconhecida”, arrematou o deputado.

Inconformado com afastamento pelo Tribunal de Justiça, ex-presidiário Berg Lima contrata advogada de Lula

Queria entender como o ex-presidiário Berg Lima consegue tanto dinheiro para pagar advogados caros. Após ser preso em flagrante com propina na cueca, Berg contratou praticamento todos os principais escritórios da Paraíba.

Agora o corrupto de Bayeux acaba de contratar a advogada Maria Bucchianeri, que já atuou para o ex-presidente Lula e cobra caro por seu trabalho. E tem que cobrar caro mesmo, porque defender Berg Lima no STJ é uma missão impossível.

Dois deputados estaduais da Paraíba fazem parte do ‘gabinete do ódio’

Uma fonte de Brasília informou ao Polítika que dois deputados estaduais da Paraíba fazem parte do ‘gabinete do ódio’, alvo de ação da Polícia Federal nesta quarta, 27, em inquérito do STF que investiga a participação de empresários na criação de notícias falsas contra ministros da Corte.

Segundo a fonte, os dois deputados também constam no relatório enviado pelo Consórcio Nordeste para a CPI das fake news no Congresso.

 

Ruy Carneiro defende adiar cobrança do IPVA e do IPTU: “As famílias e empresas estão no sufoco”

Não bastasse a crise do novo coronavírus, as dificuldades de emprego e renda, os cidadãos ainda precisam arcar com o pagamento de impostos. Atento a esta situação de dificuldades, o deputado federal Ruy Carneiro está defendendo que o Governo do Estado adie a cobrança do IPVA dos contribuintes paraibanos. E também para que a prefeitura de João Pessoa defina novo prazo para os pagamentos parcelados do IPTU e TCR dos imóveis de pessoas e empresas.

O deputado sugere que as parcelas dos tributos sejam prorrogadas, como outras instituições estão fazendo. “A Caixa Econômica já adiou a cobrança de quem tem financiamento da casa própria por quatro meses. A União está aliviando as dívidas de estados e municípios. Então, tem que dar um tempo. Tem que aumentar os prazos para as pessoas se organizarem. Isto é o certo e o mais justo a se fazer”, completou Ruy Carneiro.

Essas sugestões tiveram origem no Fórum de Ação em Defesa do Emprego, que reuniu representantes do setor produtivo, da academia, trabalhadores, representantes dos trabalhadores, entre outros setores, com o objetivo de encontrar soluções para minimizar os efeitos da crise na economia paraibana.

Ruy Carneiro afirma que as pessoas estão com sua renda prejudicada, quando não desempregadas, tornando ainda mais penoso o pagamento de impostos. “Quem tem moto ou carro com imposto vencendo neste período de pandemia sabe das dificuldades para conseguir os recursos necessários. E as empresas, mesmo fechadas, precisando pagar impostos do bem imóvel. Isso não está certo. Ninguém quer dar calote, é bom que se diga, mas não é hora de cobrar daqueles que estão com a corda no pescoço”, ressalta.

Segundo o parlamentar, mesmo o governo e as prefeituras estão recebendo apoio e recursos adicionais por meio de emendas parlamentares, por exemplo. “É preciso que façam um gesto para não estimular ainda mais desemprego e fechamento de empresas”.

Primeiro dia de Operação Proteção em Mangabeira realiza 250 testes de Covid-19, fecha 8 estabelecimentos e higieniza ruas e avenidas do bairro

O primeiro dia de Operação Proteção no bairro mais populoso de João Pessoa, Mangabeira, teve o total de 250 testes de Covid-19 realizados na barreira sanitária, onde 23 testaram positivo e 227 foram descartados. A ação ainda visitou 22 estabelecimentos comerciais, notificou 19 e fechou 08 por não fazerem parte dos serviços essenciais. Além disso, a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) realizou diversos serviços, como poda de árvores, limpeza de galerias pluviais e higienização de ruas e avenidas do bairro. Nesta quinta-feira (28), a Operação Proteção continua em três pontos de Mangabeira.

As barreiras sanitárias, instaladas pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e pela Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob), estarão nesta quinta-feira (28) em dois pontos na Avenida Josefa Taveira (entrada e saída do bairro) e um ponto na saída da Avenida Alfredo Ferreira da Rocha, próximo a rotatória da Avenida Hilton Souto Maior. O objetivo é melhorar a taxa de isolamento social (30% nesta terça-feira) e combater a disseminação do Coronavírus no bairro com mais casos confirmados da Capital (207 até esta quarta-feira).

Coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), com equipes da Vigilância Epidemiológica, Vigilância Sanitária e do Distrito Sanitário III, as equipes estão verificando a temperatura e atendendo a demanda espontânea de pessoas que apresentem alguns sintomas da doença. Nesse caso, a pessoa é encaminhada para fazer o teste rápido de Covid-19 e, caso dê um resultado positivo, ela é encaminhada para atendimento na Unidade de Saúde da Família (USF) da região. Essa ação conta com o apoio ainda das Secretarias de Desenvolvimento Urbano (Sedurb), Desenvolvimento Social (Sedes), Segurança Urbana e Cidadania (Semusb) e Guarda Municipal.

Fiscalização no comércio – A Operação Proteção também faz o trabalho de fiscalização nos estabelecimentos comerciais para respeitarem os decretos municipais. A operação percorre o comércio em geral, mercados públicos, feiras livres, praças e espaços públicos de lazer. Nesta quarta-feira (27), a ação visitou 22 estabelecimentos comerciais, notificou 19 e fechou 08 por não fazerem parte dos serviços essenciais. Essa ação é coordenada pelo Procon-JP e conta com o apoio da Sedurb, Progem, Semam, Guarda Municipal e Semusb.

De acordo com a secretária do Procon-JP, Maristela Viana, primeiro foi feita uma ação de conscientização no bairro. “Estamos trabalhando nessa ação conjunta, principalmente para conscientizar do risco da contaminação e fiscalizar se os estabelecimentos comerciais estão cumprindo o decreto municipal. É um alerta importante sobre o risco que a população corre quando descumpre as determinações do isolamento social. Só notificamos e autuamos se a situação for muito grave”, explicou.

Higienização – A Operação Proteção também faz o trabalho de desinfecção e higienização dos espaços públicos e das ruas e avenidas do bairro. Nesta quarta-feira, os agentes estiveram em toda a Avenida Josefa Taveira, além das ruas Francisco Porfírio Ribeiro, Rodopiano Ferreira da Nóbrega e Creusa Campos de Vasconcelos. 40 agentes de limpeza também estiveram no bairro para ações de limpeza de pontos de lixo, entulhos e podas de árvore. A Emlur está com três equipes na varrição, capinação e coleta em ruas e avenidas, além de contar com equipamentos de grande porte como retroescavadeiras, quatro caçambas, cinco caminhões, sendo três para o recolhimento de podas e dois para entulhos.
Coordenada pela Defesa Civil, com o apoio da Emlur, Semam, Seinfra e Sedurb, que atuam na execução de limpeza urbana, desinfecção de ruas, equipamentos e espaços públicos, operação tapa buraco, podas de árvores, limpeza de galerias e serviços de iluminação pública nas principais avenidas e ruas do bairro. O produto usado na higienização dos espaços é o hipoclorito de sódio, recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Gestão corrupta de Berg Lima deixa médicos de Bayeux com salários atrasados

Em meio à pandemia do COVID-19, médicos em Bayeux acumulam dois meses sem salários. As folhas de abril e agora de maio não foram pagas.

É mais uma das inúmeras heranças deixadas pela gestão caótica e corrupta do ex-prefeito Berg Lima, que mesmo afastado pela segunda vez afronta a Justiça e segue mentindo, enquanto os casos de covid e mortes em Bayeux crescem.

Luciano Cartaxo anuncia abertura de novos leitos de UTI no Prontovida e início da Operação Proteção em Mangabeira

O prefeito de João Pessoa anunciou, nas suas redes sociais, nova ampliação no número de leitos hospitalares para o atendimento da Covid-19. O Hospital Prontovida, preparado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) exclusivamente para pacientes do novo Coronavírus, ganhou seis novos leitos de UTI, passando a funcionar com 36 alas. Na rede de saúde da Capital, a Prefeitura dispõe agora de 236 leitos específicos para atendimento a casos de média e alta complexidade da pandemia. O gestor também informou que a partir desta quarta-feira (27), a Operação Proteção será realizada em Mangabeira, na Zona Sul, bairro líder em número de registros da doença, com quase 200 casos confirmados e com menor índice de isolamento social, com apenas 36% dos moradores respeitando o decreto.

A Operação Proteção prevê a implantação de barreiras sanitárias, com medição de temperatura e testes rápidos, medidas de fiscalização do comércio, ação educativa, distribuição de máscaras, além da higienização de ruas, avenidas e equipamentos públicos. “A ampliação da rede de saúde vem sendo acompanhada pelas medidas de prevenção e de fiscalização. Seguimos ampliando o número de leitos no Hospital Prontovida, que já passa a contar com novos leitos para o enfrentamento da pandemia. Ao mesmo tempo, vamos intensificar a Operação Proteção no bairro de Mangabeira, o maior da cidade, com alto número de casos e baixo cumprimento do isolamento social”, explicou o prefeito Luciano Cartaxo.

Pela dimensão do bairro, três pontos de abordagem serão montados nos primeiros dias de fiscalização. A Operação segue desta quarta-feira (27) até a sexta-feira (29), concluindo o ciclo de 72h para evitar a propagação do vírus e aumentar as medidas de conscientização. “A transmissão do vírus não vai embora sozinha. É nesse sentido que João Pessoa adota medidas de proteção e de fiscalização que reforçam a importância do cumprimento do isolamento social”, disse o gestor. A Operação é realizada numa ação conjunta das secretarias de Saúde, Desenvolvimento Urbano, Mobilidade Urbana, Desenvolvimento Social, Meio Ambiente, Segurança Pública, junto com o apoio do Procon e da Defesa Civil.

Rede de saúde – O novo hospital Prontovida, que já têm pacientes recebendo alta médica, foi aberto no último dia 15/04. A unidade, com capacidade para 114 leitos, passa a dispor de 36 já implantados, 16 deles de UTI. Além da unidade hospitalar, o atendimento a casos do novo Coronavírus na rede municipal de saúde de João Pessoa está sendo realizado no Hospital Santa Isabel, Hospital Infantil do Valentina, Unidades de Pronto Atendimento (UPA) de Valentina, Cruz das Armas, Oceania e Bancários, Hospital São Luiz, e também no Hospital Universitário Lauro Wanderley, que foi credenciado a partir de uma parceria com a Prefeitura de João Pessoa para oferecer leitos de UTI e de Enfermaria.