Na briga contra imprensa, Congresso e STF, Bolsonaro dá uma fraquejada e joga a toalha

Metido a ‘bocão’, o presidente Jair Bolsonaro começa a enfiar a língua naquele canto e joga a toalha na guerra insana que ele resolveu travar contra os ‘inimigos’ da pátria. Nos últimos dias o presidente tem falado menos e se mostra mais dócil.

A ‘intifada’ bolsonarista contra a imprensa e os poderes constituídos só serviu para derreter – ainda mais – a imagem do governo dentro e fora do Brasil. Era uma guerra perdida desde o começo.

Nesta quinta-feira, 25, Bolsonaro afirmou que ‘entendimento’ com Toffoli, Maia e Alcolumbre sinaliza ‘dias melhores’ para o Brasil.

Na semana passada o presidente demitiu Weintraub para agradar os ministros do STF. E o novo ministro das Comunicações, Fábio Faria, do Centão, já iniciou diálogos e tenta uma trégua com a imprensa.

Sem as Forças Armadas para intimidar o país com ameaças de golpe, Bolsonaro não passa de um cachorro banguelo. Late muito, mas não faz medo.

A prisão de Queiroz também contribuiu para amansar o Mico.

Em resumo, o Capitão é um frouxo.

Acabou, porra!

 

Pré-candidato a prefeito, Bruno Cunha Lima convida para live com Romero sobre o Maior São João do Mundo

Recém filiado ao PSD, o ex-deputado e pré-candidato a prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, realizará nesta quinta, 25, uma live no Instagram sobre a importância histórica, econômica e cultural do maior evento popular do Brasil:

“Hoje de noite, às 21h00, vou ter a satisfação de receber o prefeito Romero e a secretária de desenvolvimento econômico de Campina, Rosália Lucas, pra gente bater um papo no meu Instagram sobre o MAIOR e MELHOR São João do Mundo, sobre a importância histórica, econômica e cultural do maior evento popular do Brasil”.

As entrelinhas da filiação de Bruno Cunha Lima ao PSD

João Pessoa tem segundo melhor índice de isolamento do País entre capitais nesta quarta-feira (24)

A cidade de João Pessoa apresentou o segundo melhor índice de isolamento entre as capitais do País nesta quarta-feira (24). Com 46,2%, a cidade paraibana ficou atrás apenas de Recife, que alcançou os 50%. A recomendação da Organização Mundial de Saúde para um controle seguro da pandemia da Covid-19 é de um isolamento de 70%.

Os números têm sido aferidos pela Secretaria Municipal do Planejamento (Seplan) como forma de embasar ações de prevenção à doença na Capital. Nesta quarta, a Paraíba apresentou índice de 43,1% enquanto o Brasil só chegou a 39%.

Entre os bairros, o Castelo Branco chegou a 60,5%, seguido pela Penha (59,5%) e o Bessa (59,1%). Os piores números estão na região entre o Costa e Silva e os Funcionários (35,8%), Bairro das Indústrias (38,1%) e Mangabeira (39,2%).