A mando do marido, prefeita de Bayeux importa vereador de Matureia para assumir a secretaria de Saúde

A prefeita de Bayeux, Luciene Fofinha, prometeu que não iria nomear forasteiros em sua gestão, mas a pasta mais importante do município, a Saúde, tem como secretário um vereador de Matureia, cidade que pertence à região metropolitana de Patos.

É muito estranho que uma prefeita vá bater no Sertão atrás de um secretário de Saúde. Será que em Bayeux não existe ninguém capaz de assumir a pasta? A resposta é mais do que óbvia. Bruno Wanderley foi uma imposição de Fofinho, marido de Fofinha e prefeito de fato da cidade.

Ex-presidente da Câmara Municipal, Fofinho foi quem articulou a aliança com Berg Lima para eleger a esposa na eleição indireta que tirou Jeferson Kita da prefeitura.

Até agora a população de Bayeux não entende porque o marido da prefeita importou um vereador do Sertão para virar secretário da pasta mais importante da gestão. Muito estranho…

Prefeita de Bayeux nomeia advogado de Berg Lima para procuradoria e confirma que é laranja do ex-prefeito

Pedido do Ministério Público não altera a campanha de Anísio Maia

Em razão do pedido realizado pelo promotor eleitoral, Alexandre Varandas Paiva, feito à Justiça Eleitoral, o representante jurídico da Coligação PT e PCdoB ‘Unidos por João Pessoa’, Anselmo Castilho, afirma que a decisão já era esperada porque após o fato ser registrado junto à justiça é o trâmite natural que o Ministério Público Eleitoral se posicione.

Embora o pedido tenha se tornado público, a Coligação não foi notificada pelo juiz da 64ª zona eleitoral. Só após essa notificação é que o jurídico da Coligação poderá apresentar a defesa da legitimidade do registro da candidatura dentro de um prazo de sete dias.

Anselmo Castilho explicou que o jurídico da Coligação “Unidos por João Pessoa” vai apresentar os argumentos que consolidam a legitimidade da candidatura de Anísio Maia e Percival Henriques, registrada no dia 16 de setembro, após a convenção realizada no ginásio do Sindicato dos Bancários, na Torre.

Leo Bandeira apresenta plano de desenvolvimento econômico para Lucena: “Vamos recuperar o tempo perdido e projetar a cidade para o futuro”

Pré-candidato a prefeito de Lucena pelo Solidariedade, Leo Bandeira apresentou na noite da última quinta, 24, o Cresce Lucena, plano de desenvolvimento econômico e turístico registrado junto com o plano de governo. A apresentação contou com a participação de Rômulo Oliveira, advogado, empreendedor e especialista em economia criativa.

“Nos últimos 8 anos, Lucena parou no tempo e o nosso maior potencial, o turismo, foi praticamente destruído. Temos condições de investir no turismo ecológico, religioso, de esportes radicais e gastronômico, mas nada disso foi explorado no governo do atual prefeito. Estou aqui para recuperar o tempo perdido e projetar Lucena para o futuro”, disse Leo Bandeira.

O cresce Lucena tem como eixo os setores produtivo, social, ambiental, cultural e turístico. E traz uma proposta que possa mudar a compreensão sobre a administração pública e dinamizar as ações que elevem o desenvolvimento no município de Lucena os próximos 20 anos.

 

 

Ruy defende campanha sustentável, sem comícios, sem carreatas e sem aglomerações

Às vésperas do início da campanha eleitoral, que começa oficialmente no domingo, o pré-candidato Ruy Carneiro defendeu que não sejam realizados comícios nem carreatas, com o objetivo de evitar aglomerações e poluição em João Pessoa.

Para o pré-candidato, é preciso trazer o novo para a cidade e as carreatas são o retrato de um jeito de fazer política ultrapassado, que provoca engarrafamentos e poluição, além do gasto desnecessário de combustível, quando os candidatos podem debater soluções para o futuro da cidade de maneira mais saudável.

“O tempo não é para isso. Precisamos de um conceito novo, de sustentabilidade em todos os níveis. Os candidatos devem ser escolhidos no campo das ideias, não das aglomerações”, ressaltou.

Em sua opinião, os comícios também devem ser evitados, já que é impossível manter o distanciamento ideal e impedir que as pessoas fiquem sem máscara nesse tipo de evento. “O mundo ainda está vivendo o drama da pandemia do coronavírus, que já vitimou mais de 3 mil pessoas somente na Capital. Por isso, é necessário ter responsabilidade e evitar aglomerações, ter cuidado e respeito com as famílias”, enfatizou.