Os gestos de Felipe Leitão

A desenvoltura política que o deputado Felipe Leitão apresenta nos últimos tempos, advinda da sua maturidade no parlamento, tem chamado a atenção de quem analisa a política na Paraíba. Pouco se imaginava que o vereador derrotado em 2016 (mesmo tendo sido um dos mais votados), ocuparia lugar de destaque nas articulações da Assembleia Legislativa. Ocupou e bem.

É bem verdade que a morte prematura do saudoso deputado Genival Matias pavimentou sua chegada à cadeira de vice-presidente da Casa de Epitácio Pessoa, mas, Leitão tem sabido aproveitar o espaço deixado pelo amigo.

Nas eleições municipais deste ano, por exemplo, viu sua base ultrapassar a marca de 30 prefeitos e uma centena de vereadores. Em João Pessoa, onde é presidente municipal do AVANTE, foi o responsável por tocar a aliança vitoriosa do partido com Cícero Lucena, além de ter conduzido o seu pai, Mikika, a uma expressiva vitória para a Casa de Napoleão Laureano.

Politicamente, 2020 foi um ano perfeito para Felipe, que tinha tudo para tocar o seu mandato com tranquilidade até 2022, mas resolveu dar gestos.

Homem de partido, atendeu a um pedido do presidente da Assembleia e do AVANTE estadual, Adriano Galdino, do governador João Azevedo, e claro, a convocação afetuosa de Cícero. Ao aceitar ocupar a Secretaria de Desenvolvimento Social da PMJP, o deputado não apenas consolidou a presença do AVANTE na gestão municipal, como também possibilitou a ampliação da base de sustentação do governador na ALPB, já que abre espaço para o suplente e ex-oposicionista Janduhy Carneiro assumir a cadeira. O movimento de Felipe Leitão é uma sequência de gestos que demonstram maturidade, comprometimento e sintonia de grupo.

Algo que parece faltar ao agora deputado Janduhy.

Em entrevista concedida nesta quarta, 30, ao jornalista Fernando Bráz, da rádio Arapuan, sobre o seu retorno à ALPB, o parlamentar agradeceu a todo mundo – enfatizando o suplente de senador Diego Tavares e o deputado Hervázio Bezerra (não se sabe o porquê) -, só esqueceu de agradecer de forma efusiva o gesto que o titular do mandato lhe deu.

Existe um ditado antigo que diz: meu ostracismo é tão visceral que sempre que eu abro a boca sai uma pérola! Algo que se encaixa perfeitamente com o agora ex-suplente.

Janduhy, que já tentou tomar o mandato de Felipe Leitão na Justiça, mas sem sucesso, agora recebe um presentão de fim de ano. Deveria aprender a exercitar a gratidão!

Ruy faz visita técnica às obras no antigo CAIC de Mangabeira, onde vai funcionar o IFPB

Para acompanhar o início das obras do projeto da nova sede das escolas técnicas do IFPB, o deputado federal Ruy Carneiro esteve com o reitor Cícero Nicácio no local, nesta quarta-feira (30), onde recebeu informações sobre as etapas da construção. O local abrigava o antigo CAIC de Mangabeira, que já chegou atender 900 alunos e estava abandonado há anos.

Ruy foi responsável por duas emendas que juntas chegam a R$ 1,5 milhão e garantiram o início das obras, que têm prazo de dois anos para ser concluídas. A nova sede do IFPB terá 8 mil m² de área construída, um edifício de três pavimentos onde ficará a reitoria e sede administrativa, ambiente moderno com capacidade para instalação de energia solar e reuso de água para área externa.

“O local onde a nova sede das escolas técnicas da Paraíba será construído já fez história como o CAIC de Mangabeira. Agora, vamos devolver seu papel de cidadania, para que continue fazendo história e beneficiando os paraibanos. É uma nova página para o maior e mais populoso bairro de João Pessoa e também para toda a Paraíba”, ressaltou Ruy.

O reitor do IFPB, Cícero Nicácio Lopes, pontuou que essa é a maior obra dos Institutos Federais realizada no país atualmente e que irá oferecer um ambiente de trabalho mais novo e mais moderno para os servidores e também para atender as demandas administrativas dos alunos e professores. “Agradeço a sensibilidade do deputado Ruy Carneiro em viabilizar essas emendas que possibilitaram o início dessas obras”, ressaltou o reitor.