Além de não fazer autocrítica, PT agora alisa bandidos de outros partidos

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

A autofagia do PT segue em ritmo acelerado no Brasil. Na Paraíba, então, pior ainda. Sob o comando de Jackson Macedo, um burocrata que não consegue juntar meia dúzia de votos na própria vizinhança, o partido viu a bancada na Assembleia Legislativa diminuir de três para zero.

E como se não bastasse tanta notícia negativa e escândalos de corrupção, Jackson Macedo – que não esconde sua paixão aguda por Ricardo Coutinho – já declarou apoio ao Sérgio Cabral da Paraíba na disputa pela PMJP, mesmo sem antes consultar as instâncias deliberativas.

E eu que pensava que o PT fosse o último partido com democracia interna. Engano meu, porque segundo Jackson, o PT vai com Ricardo, mesmo ele aparecendo num áudio negociando propina e sendo delatado por seu núcleo político. Parece que o PT já internalizou tal prática e a corrupção é um comportamento aceitável.

Além de não fazer uma profunda autocrítica sobre os escândalos que contribuíram para o golpe e a atual crise econômica, o PT acha pouco e ainda importa corrupção de outros partidos.

O mais interessante é que nenhuma voz no PT se levanta contra as parvoíces de Jackson, que não presta um desserviço apenas ao PT, mas também ao campo democrático. Até Anísio Maia, metido a radical, tá engolindo tudo à seco.

Esse povo precisa entender que alisar bandido em nada vai ajudar a esquerda da Paraíba e do Brasil. Continuam fazendo o jogo da extrema-direita.

Comentar com Facebook

Comentários

Notícias relacionadas
A bancada do ex-presidiário Berg Lima na Câmara Municipal de Bayeux

A bancada do ex-presidiário Berg Lima na Câmara Municipal de Bayeux

O eleitor de Bayeux pode ainda não saber em quem votar para vereador, mas certamente ele já sabe em quem…
Ex-prefeito ficha suja de Lagoa de Dentro escala o filho para ser candidato em Bayeux

Ex-prefeito ficha suja de Lagoa de Dentro escala o filho para ser candidato em Bayeux

Não é segredo pra ninguém que na Paraíba muitos veem a política como um negócio de família. Em Bayeux, por…
Apesar do caos deixado por Berg Lima, Kita começa a botar ordem na casa

Apesar do caos deixado por Berg Lima, Kita começa a botar ordem na casa

Você pode até não simpatizar com o prefeito interino de Bayeux, mas é preciso reconhecer que em um mês Jefferson…
Em tempos de pandemia e combate às fakenews, propaganda eleitoral na TV ganha mais importância e credibilidade

Em tempos de pandemia e combate às fakenews, propaganda eleitoral na TV ganha mais importância e credibilidade

As eleições 2020 serão diferentes em várias sentidos. Primeiro porque vivenciamos uma pandemia que vai diminuir a participação popular nas…

Siga-nos Facebook