pmjp2

As entrelinhas da filiação de Bruno Cunha Lima ao PSD

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

Escrevi um artigo há alguns dias questionando se o deputado estadual Tovar Correia Lima iria se filiar ao PSD e correr o risco de perder o mandato por infidelidade partidária. Sendo o candidato de Romero a prefeito de Campina, seria um risco aceitável.

No mesmo artigo ressaltei que quem se filiasse ao partido de Romero teria a predileção do prefeito na sucessão municipal. Porque Romero pode ter muitos defeitos, mas é um político conhecido por manter a palavra. Logo, quem aceitasse seu convite de filiação é porque seria o escolhido.

Bruno Cunha Lima aceitou. Quanto a Tovar, não tenho informação se ele também foi convidado por Romero. Tentei contato, mas o mesmo não atendeu. Se também foi convidado, não quis arriscar perder o mandato de deputado. Uma preocupação que Bruno (sem mandato) não tinha.

Ainda não é oficial, mas tudo indica que Bruno será mesmo o candidato do grupo Cunha Lima em Campina. E por vários motivos.

Romero tem ambições para 2022, comanda um partido grande e quer mantê-lo administrando a cidade para servir de vitrine daqui a dois anos.

No PSDB, Tovar está refém da executiva estadual, já que Campina Grande conta apenas com comissão provisória. E como se sabe, a preferência do partido é por Bruno Cunha Lima. Ou seja, mesmo querendo ser candidato, a situação ficou complicada para Tovar.

Pesquisas também indicam uma ligeira vantagem para Bruno Cunha Lima, o que certamente deve ter influenciado o convite de Romero, bem como a relação do prefeito com Ivandro Cunha Lima, avô de Bruno.

 

Comentar com Facebook

Comentários

Notícias relacionadas
Sem as caixas de vinho recheadas de dinheiro, PSB fracassou em toda a Paraíba

Sem as caixas de vinho recheadas de dinheiro, PSB fracassou em toda a Paraíba

Ricardo nunca foi tão forte quanto se imaginava. O seu “jeitinho republicano” de fazer política era o segredo. Sem as…
Cassação de Fofinha é uma questão de meses; Bayeux deverá ter nova eleição em 2021

Cassação de Fofinha é uma questão de meses; Bayeux deverá ter nova eleição em 2021

Aliada de Berg Lima, a prefeita Luciene de Fofinho ganhou, mas não levou. Após usar e abusar da máquina pública,…
Cartaxo foi o melhor prefeito de João Pessoa, mas não conseguiu se consolidar como liderança política

Cartaxo foi o melhor prefeito de João Pessoa, mas não conseguiu se consolidar como liderança política

É fato consumado que Luciano Cartaxo vai terminar sua gestão e será reconhecido como o melhor prefeito da história de…
A garra de Julian nas campanhas municipais

A garra de Julian nas campanhas municipais

Em sua primeira campanha municipal como deputado federal, Julian Lemos mostrou garra ao defender seus candidatos a prefeito. Em Lucena,…

Siga-nos Facebook

pmjp2