pmjp 1

Avesso à democracia partidária, Ricardo Coutinho não aceitava ser contrariado e chegou a ser expulso do PT

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

Levando em consideração o histórico de Ricardo Coutinho, o golpe que ele deu no PSB não foi nenhuma surpresa.

Avesso à democracia partidária, Ricardo Coutinho sempre teve dificuldades para conviver em coletividade e respeitar decisões da maioria.

Um genuíno trotskista.

O partido só está certo quando segue o que ele pensa. Foi assim na eleição para prefeitura de João Pessoa, em 2000, quando RC não apoiou o candidato do partido (Luiz Couto) e fez campanha abertamente para o candidato do PSTU.

Ricardo tinha minoria na convenção, mas nunca aceitou a derrota para o grupo de Couto e Júlio Rafael, os quais RC acusava de “direitistas”. Mas anos depois lá estava o Mago abraçado com José Maranhão, à época um símbolo da direita conservadora.

Inclusive, foi nesta convenção que Ricardo Coutinho prometeu ‘pegar’ o ‘cabra safado’ e ‘imbecil’ Luiz Couto:

No ano de 2002, um acordo foi feito para que Avenzoar disputasse o governo do Estado pelo PT, abandonando seu mandato na Câmara Federal. No acordo com assinatura em documento, Ricardo Coutinho se comprometera a apoiar Avenzoar na disputa pela prefeitura de JP em 2004.

E o que Ricardo fez?

Saiu do PT para não cumprir o acordo.

Em 2011, manobrou na direção municipal do PSB para que Luciano Agra não disputasse a reeleição. E usou a máquina do Estado para cooptar filiados na convenção de cartas marcadas.

Ricardo não nasceu para conviver em democracia. Ele gosta mesmo é da política do golpe e das rasteiras. É um coronel com discurso republicano e práticas despóticas.

Para Ricardo Coutinho o mundo é dividido em dois grupos de pessoas; os equivocados e ele.

EFEITO CALVÁRIO: Intenção de voto de Ricardo Coutinho cai de 63% para 38% em apenas 8 meses

Comentar com Facebook

Comentários

Notícias relacionadas
Antibolsonarismo pode juntar ainda mais Cartaxo e João Azevedo

Antibolsonarismo pode juntar ainda mais Cartaxo e João Azevedo

O prefeito Luciano Cartaxo e o governador João Azevedo têm muitas coisas em comum. Ambos são políticos de centro-esquerda e…
É mais fácil galinha criar dente do que o corrupto Berg Lima voltar à prefeitura de Bayeux

É mais fácil galinha criar dente do que o corrupto Berg Lima voltar à prefeitura de Bayeux

Se a chance do ex-presidiário Berg Lima voltar à prefeitura de Bayeux já era zero, agora com mais um afastamento…
Ex-presidiário Ricardo Coutinho segue o roteiro dos corruptos, mas leva invertida da Associação Paraibana do Ministério Público

Ex-presidiário Ricardo Coutinho segue o roteiro dos corruptos, mas leva invertida da Associação Paraibana do Ministério Público

Preso na Operação Calvário e solto após um malabarismo jurídico digno de filme, o ex-governador Ricardo Coutinho tem seguido à…
Cenário eleitoral de Bayeux é resetado pelo TJ

Cenário eleitoral de Bayeux é resetado pelo TJ

O cenário eleitoral de Bayeux foi resetado pela decisão do Tribunal de Justiça que afastou pela segunda vez o ex-presidiário…

Siga-nos Facebook

pmjp2