pmjp 1

Brasileiros ‘decentes’ não merecem segundo turno entre PT e Bolsonaro, diz Ciro Gomes

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

O candidato a presidente pelo PDT, Ciro Gomes, afirmou neste domingo (16), durante ato de campanha em frente ao portão 8 do Parque Ibirapuera, em São Paulo, que homens e mulheres “decentes” não merecem ser obrigados a fazer uma escolha entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) no segundo turno da eleição.

Na mais recente pesquisa de intenção de voto do instituto Datafolha, divulgada na sexta (14), Haddad saltou de 9% para 13% e empatou com Ciro, que também soma 13%. Jair Bolsonaro tem 26%.

“Eu quero organizar todos os brasileiros, homens e mulheres decentes, que dão valor ao trabalho e que não querem ser levados a um segundo turno que os leve a escolher entre o fascismo ou premiar todas as contradições gravíssimas do PT. Isso é uma escolha que o brasileiro não merecia”, declarou.

Mas, segundo Ciro Gomes, há um movimento em curso que, afirmou, permitirá “um final feliz em que vamos eleger o fim da polarização odienta, do ódio na política, e vamos construir um projeto nacional de desenvolvimento encantador”.

Ele disse pretender “unir” o Brasil, mas não “todo mundo”. “Quero unir o cidadão que trabalha, que respeita as diferenças, respeita as orientações sexuais diversas, as mulheres, negros, indígenas, meio ambiente, esse Brasil. O resto temos que derrotar, esse gueto de fascistas violentos, egoístas, que introduzem a cultura do ódio no Brasil”, afirmou, em referência a apoiadores de Bolsonaro.

O candidato também criticou o PT, que, segundo disse, “não pensa no Brasil faz muito tempo”.

“Se nós pedirmos para o povo refletir onde começa essa tragédia que nós estamos vivendo, qual é a data do desemprego, onde começam a quebrar as contas, onde se vulnerabilizou, o colapso da propria democracia, é o PT. O PT em aliança com Renan [Calheiros], Eunício [Oliveira], Eduardo Cunha. Isso que estão fazendo de novo. Não aprendeu rigorosamete nada – no Ceará, Haddad se juntou com ele [Eunício]”, declarou.

Questionado sobre como combater a corrupção, respondeu que é “com exemplo, vindo de cima”.

“Quero lembrar ao meu querido amigo Haddad que tem muita gente que não é investigada no Brasil – eu, Ciro, 12, não sou investigado. Nunca fui investigado”, afirmou – em entrevista ao Jornal Nacional na última sexta, Haddad indagou: “Qual é a pessoa que hoje está na vida pública que não está investigada?”.

“Essa é a primeira grande questão: dar o exemplo. Se o exemplo vem de cima, é muito improvável que o de baixo se sinta autorizado a roubar”, disse Ciro Gomes.

Além disso, ele defendeu uma “permanente mudança” na legislação como forma de combater a corrupção. “Toda legislação que se cristaliza permite adaptação do corrupto”, declarou.

Entre os mecanismos que relacionou, propôs estabelecer padrões, metas e preços unitários para obras; “expropriar” dinheiro de servidor que tenha patrimôni o sem explicação; assinatura de acordo de ética por ocupantes de cargos de confiança e afastamente em caso de suspeição.

Comentar com Facebook

Comentários

Notícias relacionadas
DESCEU REDONDO: Skol de Jeová Campos é destaque na imprensa nacional

DESCEU REDONDO: Skol de Jeová Campos é destaque na imprensa nacional

A cervejinha do deputado estadual Jeová Campos foi destaque no portal O Antagonista. Durante sessão da ALPB, nesta quarta, 03,…
"Prioridade é salvar vidas", diz Nonato Bandeira

"Prioridade é salvar vidas", diz Nonato Bandeira

Apesar da saída de auxiliares do governo João Azevedo devido ao calendário eleitoral, o secretário de Comunicação, Nonato Bandeira, reafirmou…
DNIT agradece empenho de Efraim Filho nas obras da BR-426

DNIT agradece empenho de Efraim Filho nas obras da BR-426

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) finalizou, nesta quarta-feira (03), a obra de implantação e pavimentação dos 7,7…
Berg Lima antecipou pagamento de empresa do lixo, mas não pagou aposentados

Berg Lima antecipou pagamento de empresa do lixo, mas não pagou aposentados

Os aposentados de Bayeux estão com salários atrasados porque o prefeito afastado Berg Lima preferiu antecipar o pagamento da empresa…

Siga-nos Facebook

Santa Rita