Com mais prefeitos que Pedro, Efraim Filho também vai exigir unidade da base tucana?

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

A base política de Pedro Cunha Lima está desgarrada para o Senado. Enquanto ele vota em Efraim Filho, Romero e o prefeito de Guarabira votam em Bruno Roberto, por exemplo.

São dois grandes puxadores de votos que podem definir uma eleição acirrada.

Ostentando uma base de apoio de mais de 100 prefeitos, Efraim terá a mesma atitude de Aguinaldo e vai exigir unidade eleitoral do seu candidato a governador?

Pode até exigir, mas sem sucesso. Da mesma forma que a exigência de Aguinaldo junto a João Azevedo também não funcionou.

Anotem aí. Esta será a eleição mais solta de todos os tempos para o Senado. Será um verdadeiro balaio de gato.

E salve-se quem puder…

Comentar com Facebook

Comentários

Notícias relacionadas
Câmara de gás da PRF de Bolsonaro e a banalização da morte em dias sombrios

Câmara de gás da PRF de Bolsonaro e a banalização da morte em dias sombrios

É conhecida a frase de Pedro Aleixo, então vice-presidente, quando Costa e Silva decidiu baixar o AI-5, no dia 13 de…
Criação de vara criminal para julgamento de organizações criminosas deve agilizar condenação dos membros da Orcrim Girassol

Criação de vara criminal para julgamento de organizações criminosas deve agilizar condenação dos membros da Orcrim Girassol

A famosa Orcrim Girassol – desbaratada no âmbito da Operação Calvário e acusada pelo Ministério Público de desviar quase meio…
Paraibana usa a guerra na Ucrânia como trampolim político e quer disputar o Senado

Paraibana usa a guerra na Ucrânia como trampolim político e quer disputar o Senado

Confesso que já vi de tudo na política quando o assunto é candidatura. Tem palhaço, ex-BBB, dona de cabaré, ladrão,…
Isolado no MDB, Veneziano só vai ficar com a sede da Beira Rio

Isolado no MDB, Veneziano só vai ficar com a sede da Beira Rio

O senador Veneziano Vital, pré-candidato ao governo, vive um momento sui generis no comando do MDB. O partido foi esvaziado…

Siga-nos Facebook