pmjp 1

Justiça barra denúncia fraudulenta contra Jefferson Kita na Câmara de Bayeux e frustra os planos de Berg Lima

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

O juiz Aluizio Bezerra Filho, plantonista da 3ª Vara da Fazenda atendeu pedido do prefeito Jefferson e barrou a tentativa fraudulenta da vereadora França, que tentava afastar o gestor municipal do cargo, ‘requentando’ um pedido de afastamento já arquivado contra o então Presidente da Câmara.

Em decisão de Primeiro Grau, o magistrado concedeu tutela de urgência, “nos termos do art°303, do NCPC, para ato contínuo determinar a impossibilidade de afastamento cautelar do Promovente pela Câmara de Vereadores de Bayeux do cargo de Presidente da Câmara e consequente Prefeito Municipal em exercício, determinando a imediata suspensão de realização de votação nesse sentido – ou a pronta suspensão dos seus efeitos, caso ocorra a votação antes do cumprimento do deferimento desta medida”.

Mais cedo a Câmara já havia decidido rejeitar o pedido de França. A maioria dos vereadores se manteve coerente com o próprio entendimento da Casa, que há alguns meses já havia arquivado o mesmo pedido por entender que não houve cometimento de crime.

“Uma vitória no voto e na justiça. Essa é uma vitória do povo, da transparência e da legalidade. Primeiro porque o poder judiciário deu um basta nessa tentativa fraudulenta de imprimir o caos em Bayeux. Segundo porque a Câmara, através da postura ética e comprometida da maioria dos seus vereadores, se negou a reabrir uma matéria já arquivada, deixando claro que tentativas insanas de quem perdeu privilégios não serão toleradas. A Câmara de Bayeux mais uma vez deu um belo exemplo de que é preciso garantir governabilidade e paz em nossa cidade”, disse o prefeito Jefferson Kita.

“O poder judiciário e a Câmara deixam claro que não pode haver mais esse tipo de denúncia com pedido de afastamento do prefeito. A decisão nos dá a certeza de que conseguiremos manter a paz, a tranquilidade”, finalizou Kita.

EXCLUSIVO: Ex-presidiário Berg Lima teria pedido R$ 50 mil por mês para renunciar ao mandato e forçar eleição indireta na Câmara

Comentar com Facebook

Comentários

Notícias relacionadas
“Não defendo aumento de carga tributária”, afirma Aguinaldo ao se mostrar contrário a imposto nos moldes da antiga CPMF

“Não defendo aumento de carga tributária”, afirma Aguinaldo ao se mostrar contrário a imposto nos moldes da antiga CPMF

Um sistema tributário mais simples, transparente e justo, para que não pese tanto no bolso dos contribuintes, sobretudo dos mais…
Coren PB emite Nota de Repúdio diante de declarações de pré-candidato à Prefeitura de Princesa Isabel

Coren PB emite Nota de Repúdio diante de declarações de pré-candidato à Prefeitura de Princesa Isabel

O Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba (Coren-PB) emitiu nesta terça-feira (04) Nota de Repúdio diante das declarações do pré-candidato…
COINCIDÊNCIA? Ricardo Coutinho 'vendeu' apartamento de meio milhão para o filho semanas após as primeiras prisões da Operação Calvário

COINCIDÊNCIA? Ricardo Coutinho 'vendeu' apartamento de meio milhão para o filho semanas após as primeiras prisões da Operação Calvário

As últimas movimentações do ex-governador Ricardo Coutinho são repletas de coincidências. Vejamos mais uma. Duas semanas após a Operação Calvário…

Siga-nos Facebook

pmjp2