pmjp2

Luciano Cartaxo, em Guarabira: “O futuro da Paraíba não vai ser imposto, vai ser construído com diálogo, trabalho e oportunidades

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

No comando da Capital, cidade que responde por cerca de um terço da economia da Paraíba, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, disse nesta sexta-feira (17), durante visita ao Grupo industrial e comercial Guaraves, em Guarabira, que o desenvolvimento do Estado exige uma atuação mais afirmativa, principalmente reduzindo a carga tributária sobre as atividades produtivas e fazendo a promoção econômica.

“O futuro da Paraíba não vai ser imposto, vai ser construído com diálogo, trabalho e oportunidades. Recentemente, vimos grandes obras estruturantes aportando em outros Estados. É preciso união e trabalho conjunto para o Estado avançar com mais resultados que cheguem na vida das pessoas”, disse.

Luciano Cartaxo esteve em Guarabira, a “Rainha do Brejo”, a convite do empresário Ivanildo Coutinho, presidente do Grupo Guaraves, um dos maiores do Nordeste, que emprega 2,2 mil pessoas e está completando 40 anos de fundação. Acompanhado do vereador Tiago Lucena, de João Pessoa, Cartaxo visitou a empresa e almoçou com Ivanildo Coutinho e com o prefeito do município, Zenóbio Toscano (PSDB).

O grupo atua no setor de alimentos, sobretudo com avicultura, ração animal (para frango e camarão) e comércio. Mantém unidades industriais e de comercialização na Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e Piauí. Apenas na avicultura, produz atualmente cerca de 200 toneladas de frango por dia, o equivalente a 100 mil aves abatidas diariamente.

Há cinco anos, além de um empreendimento imobiliário, o grupo investiu na construção e abertura do Shopping Cidade Luz, um centro comercial em Guarabira com mais de 150 lojas e cuja operação deu nova dinâmica ao comércio da região do Brejo paraibano.

“O grupo Guaraves é um exemplo da capacidade empreendedora do povo paraibano, que precisa receber os estímulos corretos para fazer avançar a economia do nosso Estado. Aumentar impostos vai na contramão do que deve ser feito”, ressaltou Luciano Cartaxo. Na avaliação dele, é fundamental agora olhar para frente e desenvolver um programa arrojado de promoção econômica.

“Estamos conseguindo animar a economia de João Pessoa com um volume recorde de investimento no microcrédito, com mais de R$ 42 milhões, e no fortalecimento das micro e pequenas empresas. Também concedemos novos incentivos fiscais para o setor de serviços e nas áreas de tecnologia e inovação. Tudo isso sem elevar os impostos”, defendeu.

Comentar com Facebook

Comentários

Notícias relacionadas
Prefeitura de Lucena entra no vermelho e desde abril gasta mais do que arrecada

Prefeitura de Lucena entra no vermelho e desde abril gasta mais do que arrecada

A gestão do prefeito Marcelo Monteiro vem gastando mais do que arrecada desde abril, e certamente o rombo ficará para…
Efraim Filho diz que alterações aprovadas no Congresso prometem mais agilidade ao setor portuário

Efraim Filho diz que alterações aprovadas no Congresso prometem mais agilidade ao setor portuário

“Editada em abril, a MP que modifica a Lei dos Portos assegura também medidas de proteção aos trabalhadores portuários”. A…
João Azevedo faz mudanças no secretariado

João Azevedo faz mudanças no secretariado

O Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (1º) traz novos atos de nomeação do governador João Azevêdo. Deixou o governo…
Populares vaiam prefeito de Pedras de Fogo - "Fora Dedé, vai para Itambé!"

Populares vaiam prefeito de Pedras de Fogo - "Fora Dedé, vai para Itambé!"

O prefeito de Pedras de Fogo, Dedé Romão, foi alvo de um protesto de moradores nesta sexta-feira, 31, quando chegava…

Siga-nos Facebook

pmjp2