Mensagens apontam que Moro interferiu em negociação de delações

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

“Mensagens privadas trocadas por procuradores da Operação Lava Jato em 2015 mostram que o então juiz federal Sergio Moro interferiu nas negociações das delações de dois executivos da construtora Camargo Corrêa cruzando limites impostos pela legislação para manter juízes afastados de conversas com colaboradores”, aponta reportagem da Folha de S. Paulo e do Intercept, divulgada nesta quinta-feira 18.

Assinada por Ricardo Balthazar e Paula Bianchi, a reportagem revela a partir de mensagens interceptadas que Moro avisou aos procuradores que só homologaria as delações se a pena proposta aos executivos incluísse pelo menos um ano de prisão em regime fechado.

Segundo o texto dos jornalistas, a Lei das Organizações Criminosas, de 2013 diz que juízes devem se manter distantes das negociações e têm como obrigação apenas a verificação da legalidade dos acordos após sua assinatura.

“As mensagens obtidas pelo Intercept mostram que Moro desprezou esses limites ao impor condições para aceitar as delações num estágio prematuro, em que seus advogados ainda estavam na mesa negociando com a Procuradoria”, aponta a reportagem.

As mensagens

“No dia 23 de fevereiro de 2015, o procurador Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa, escreveu a Carlos Fernando dos Santos Lima, que conduzia as negociações com a Camargo Corrêa, e sugeriu que aproveitasse uma reunião com Moro para consultá-lo sobre as penas a serem propostas aos delatores”, escrevem os jornalistas.

– O procedimento de delação virou um caos. O que vejo agora é um tipo de barganha onde se quer jogar para a platéia, dobrar demasiado o colaborador, submeter o advogado, sem realmente ir em frente. Não sei fazer negociação como se fosse um turco. Isso até é contrário à boa-fé que entendo um negociador deve ter. E é bom lembrar que bons resultados para os advogados são importantes para que sejam trazidos novos colaboradores – respondeu Carlos Fernando.

– Vc quer fazer os acordos da Camargo mesmo com pena de que o Moro discorde? “Acho perigoso pro relacionamento fazer sem ir FALAR com ele, o que não significa que seguiremos – interferiu Deltan.

Em nota, Moro negou ter participado dos acordos. “Enquanto juiz, não houve participação na negociação de qualquer acordo de colaboração”, diz nota enviada por sua assessoria.

Comentar com Facebook

Comentários

Notícias relacionadas
Cícero visita Parque da Bica e garante ampliação dos serviços e estudos para abrir área de caminhada

Cícero visita Parque da Bica e garante ampliação dos serviços e estudos para abrir área de caminhada

O prefeito Cícero Lucena esteve, na manhã desta quinta-feira (21), no Parque da Bica. A visita teve objetivo de identificar…
Em nota, Adriano Martins diz que desrespeito de Ney Suassuna foi motivado pela inveja

Em nota, Adriano Martins diz que desrespeito de Ney Suassuna foi motivado pela inveja

Presidente municipal do MDB de Bayeux, o ex-vereador Adriano Martins emitiu nota sobre o ato desrespeitoso de Ney Suassuna com…
Gêmeas milionárias são nomeadas às pressas em UBS de Manaus e tomam vacina

Gêmeas milionárias são nomeadas às pressas em UBS de Manaus e tomam vacina

Revista Fórum – As gêmeas milionárias de Manaus Gabrielle Kirk Lins e Isabelle Kirk Lins causaram polêmica nesta terça-feira (19) após…
Durante entrevista ao vivo, Ney Suassuna dá o dedo para o senador José Maranhão, internado há semanas na UTI

Durante entrevista ao vivo, Ney Suassuna dá o dedo para o senador José Maranhão, internado há semanas na UTI

Em entrevista ao programa Correio Debate, nesta quarta, 20, o senador Ney Suassuna não escondeu suas mágoas com o senador…

Siga-nos Facebook