pmjp2

OPERAÇÃO CALVÁRIO: Quando é que a Procuradoria Regional Eleitoral vai pedir a cassação de João Azevedo pelo crime de caixa 2?

Siga-nos Facebook

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

A Operação Calvário já provou que a campanha do governador João Azevedo foi financiada com a propina da Cruz Vermelha. A delação de Leandro Nunes, ex-assessor de Livânia Farias, e os depoimentos dos empresários que receberam através de Caixa 2 também confirmam que a campanha do PSB foi financiada com recursos ilícitos.

Não se trata de suspeitas, pois o crime eleitoral está devidamente provado. Mas por que até agora a Procuradoria Regional Eleitoral não solicitou que a Operação Calvário remeta as provas do caixa 2 para o TRE, onde João Azevedo figura em duas ações de investigação?

A caixa de vinho recebida por Leandro Nunes Azevedo de uma funcionária da Cruz Vermelha Brasileira filial Rio Grande do Sul, em agosto do ano passado, continha quase R$ 900 mil. O dinheiro, ele afirma, foi usado para pagar fornecedores de campanha, no pleito de 2018.

Em sua delação, Leandro Nunes confirmou que o dinheiro recebido foi utilizado para pagar custos da campanha de João Azevedo, mas até agora a Procuradoria Regional Eleitoral finge que nada aconteceu:

A delação de Livânia Farias, ex-secretária de Administração, e Maria Laura, coordenadora financeira das campanhas do PSB, também ratificaram as informações de Leandro Nunes, mas estranhamente a Justiça Eleitoral tem feito pouco caso com o caixa 2 da campanha de João Azevedo.

Diz o § 2o , art. 30, da lei eleitoral:

Comprovados captação ou gastos ilícitos de recursos, para fins eleitorais, será negado diploma ao candidato, ou cassado, se já houver sido outorgado.

Diferentemente da Justiça Eleitoral da Paraíba, que costuma ser mais lenta que uma tartaruga grávida, o TRE do Mato Grosso cassou a senadora Selma Arruma em apenas 4 meses, por crime de caixa 2.

Mas o caso da Paraíba tem um agravante, pois diferente do Mato Grosso, o caixa 2 daqui foi abastecido com propina desviada da Saúde.

Até quando a Justiça Eleitoral da Paraíba vai fingir não enxergar o caixa 2 da campanha de João Azevedo? Será que vai ter o mesmo tratamento da Aije do Empreender?

Comentar com Facebook

Comentários

Últimas notícias

Opinião

Mais lidas

Notícias relacionadas
Com a saída de Bolsonaro, PSL deixará de ser um partido radical

Com a saída de Bolsonaro, PSL deixará de ser um partido radical

Há males que vêm para o bem. Com a saída de Bolsonaro e dos demais radicais do PSL, o partido…
O dia em que Tovar associou Cássio ao bolsonarismo e quase botou uma pá de cal na carreira política do ex-senador

O dia em que Tovar associou Cássio ao bolsonarismo e quase botou uma pá de cal na carreira política do ex-senador

Quem precisa de adversário político quando se tem um aliado como o deputado estadual Tovar Correia Lima? Ainda estou sem…
PIADA DO DIA: Deputada que agrediu jornalista por duas vezes dará palestra sobre jornalismo e democracia

PIADA DO DIA: Deputada que agrediu jornalista por duas vezes dará palestra sobre jornalismo e democracia

A política paraibana é um terreno fértil para piadas prontas. Vejam só que coisa mais esdrúxula, a deputada Estela Bezerra,…
HABITAÇÃO: Em 7 anos, Luciano Cartaxo já construiu o equivalente a dois complexos Aluízio Campos

HABITAÇÃO: Em 7 anos, Luciano Cartaxo já construiu o equivalente a dois complexos Aluízio Campos

O prefeito Romero Rodrigues pautou a semana com a inauguração do Complexo Aluízio Campos. Construir uma cidade dentro de outra…

Siga-nos Facebook