PARA SURPRESA DE NINGUÉM: Relator não acompanha MP e vota contra cassação de Ricardo Coutinho, confirmando parcialidade do TRE pró-PSB

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

Para surpresa de ninguém, o relator da Aije do Empreender/Codificados, José Ricardo Porto, acaba de finalizar seu voto contrário à cassação e inelegibilidade do ex-governador Ricardo Coutinho. O relator não levou em consideração o minucioso parecer do Ministério Público Eleitoral, muito menos as provas apresentadas no processo.

José Ricardo Porto não viu nada demais nas condutas do ex-governador e só faltou chamar RC de santo. Para o relator, é normal um gestor que disputa a reeleição nomear quase 10 mil servidores codificados no ano do pleito e dobrar o orçamento de um programa de concessão de crédito para R$ 30 milhões,  distribuindo cheques sem o mínimo critério.

Ou seja, de agora em diante, todos os prefeitos e governadores ganharam um ‘salvo-conduto’ para cometer condutas vedadas e poderão usar a máquina pública para vencer eleições; nomeando verdadeiros exércitos de cabos eleitorais em ano de eleição e utilizando programas sociais para comprar votos.

Para disfarçar a parcialidade do TRE, o relator defendeu aplicação de multa ao ex-governador Ricardo Coutinho, ao ex-secretário de Saúde Waldson Souza e à ex-secretária de Educação Márcia Lucena.

Por que será que não estou surpreso?

Tá dominado, tá tudo dominado!

Se não cassar Ricardo Coutinho, TRE estará dando uma prova inequívoca da sua parcialidade

 

 

Comentar com Facebook

Comentários

Notícias relacionadas
STJ nega pedido de Coriolano para trabalhar vendendo “batatas” e “gado”

STJ nega pedido de Coriolano para trabalhar vendendo “batatas” e “gado”

A ministra Laurita Vaz, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou habeas corpus impetrado pela defesa de Coriolano Coutinho para…
CADÊ O DINHEIRO? Gestão de Marcelo Monteiro já arrecadou quase R$ 300 milhões, mas Lucena continua abandonada

CADÊ O DINHEIRO? Gestão de Marcelo Monteiro já arrecadou quase R$ 300 milhões, mas Lucena continua abandonada

Prestes a completar 8 anos de mandato, o prefeito de Lucena, Marcelo Monteiro, não pode reclamar de falta de dinheiro.…
EM PEDRAS DE FOGO: Juíza Higyna Josita bota moral na casa e proíbe candidato que não cumpriu acordo de fazer campanha por 3 dias

EM PEDRAS DE FOGO: Juíza Higyna Josita bota moral na casa e proíbe candidato que não cumpriu acordo de fazer campanha por 3 dias

Acostumado a passar por cima da Justiça Eleitoral, o grupo do prefeito Dedé Romão, que tem como candidato o seu…

Siga-nos Facebook