pmjp 1

“Pior que não alcançar meta do Ideb, é não conseguir há quase 10 anos”, diz presidente da CMJP sobre desempenho de escolas estaduais

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

O presidente da Câmara Municipal de João Pessoa, Marcos Vinícius (PSDB), lamentou nesta quarta-feira (05) o desempenho das escolas públicas estaduais da Paraíba que não atingiram a meta estabelecida pelo Ministério da Educação no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb 2017), divulgado na última segunda-feira. “Minha maior preocupação não é nem com os números de 2017, mas com o histórico das escolas públicas estaduais que desde 2010 não alcançam o desempenho desejado”.

“Estamos diante de quase uma década em que os alunos da Rede Estadual não estão conseguindo alcançar aquilo que o Ministério da Educação colocou como meta e honestamente acho que é importante que se tenha humildade para reconhecer a falha e buscar uma nova maneira de se fazer educação pública na Paraíba”, desabafou o presidente.

Conforme os dados do MEC, para os anos finais do ensino fundamental, do 6º ao 9º ano, a projeção de crescimento do Ideb para as escolas públicas na Paraíba era para sair de 2,5 pontos em 2007 para 4,0 em 2017. O crescimento real foi de 2,8 pontos em 2007 para 3,6 dez anos depois. Da mesma forma, a meta prevista para o índice em escolas públicas do ensino médio era de 2,9 em 2007 para 4,0 em 2017, com crescimento real de 2,9 pontos para 3,1.

Satisfação com resultado de João Pessoa

“Em contrapartida o resultado das escolas municipais em João Pessoa é radicalmente o oposto”, comemorou o presidente. “Desde 2013, os estudantes do Ensino Infantil e Fundamental da rede municipal da Capital atingiram ou superaram todas as metas estabelecidas pelo Ministério da Educação”, disse.

De fato, em João Pessoa, a nota do Ideb dos anos iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) foi de 4,9 enquanto a meta era 4,6. No histórico do estudo, a atual gestão tem conseguido superar todas as metas. Isso porque em 2015, a meta era 4,3 e a nota conquistada foi de 4,6. E, em 2013, enquanto a meta era 4,0, João Pessoa conseguiu a nota 4,5. As notas obtidas pela rede municipal da Capital foram superiores às obtidas pela média geral das escolas da rede pública dos 223 municípios paraibanos no mesmo nível de ensino (4,7 em 2017; 4,5 em 2015; e 4,2 em 2013).

“Em nossa capital é importante reconhecer os acertos do prefeito Luciano Cartaxo, da secretária de Educação, Edilma da Costa, da Secretária adjunta, Professora América, dos diretores, professores, pais e dos alunos”, arrematou Marcos.

Comentar com Facebook

Comentários

Notícias relacionadas
PROGRAMA CRESCE CAMPINA: Romero lança pacote de R$ 20 milhões em obras de asfaltamento para beneficiar 96 ruas de 25 bairros

PROGRAMA CRESCE CAMPINA: Romero lança pacote de R$ 20 milhões em obras de asfaltamento para beneficiar 96 ruas de 25 bairros

O prefeito Romero Rodrigues fez o lançamento, na tarde desta segunda-feira, 03, através de uma live, da quarta etapa do…
“Não defendo aumento de carga tributária”, afirma Aguinaldo ao se mostrar contrário a imposto nos moldes da antiga CPMF

“Não defendo aumento de carga tributária”, afirma Aguinaldo ao se mostrar contrário a imposto nos moldes da antiga CPMF

Um sistema tributário mais simples, transparente e justo, para que não pese tanto no bolso dos contribuintes, sobretudo dos mais…
Coren PB emite Nota de Repúdio diante de declarações de pré-candidato à Prefeitura de Princesa Isabel

Coren PB emite Nota de Repúdio diante de declarações de pré-candidato à Prefeitura de Princesa Isabel

O Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba (Coren-PB) emitiu nesta terça-feira (04) Nota de Repúdio diante das declarações do pré-candidato…

Siga-nos Facebook

pmjp 1