Preso ao extorquir fornecedor, Berg Lima fazia uma oração após cada evento político

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

Eu sempre desconfio de gente que não tira Deus da boca e mistura religião com política. É como se esse tipo de gente quisesse se redimir constantemente dos pecados e da falta de ética e moral. Geralmente tem algo a esconder. Eduardo Cunha é um bom exemplo. Berg Lima também.

Sempre ao final de cada reunião e evento, Berg fazia uma corrente de oração com os participantes e pregava a palavra de Deus e a honestidade.

Um verdadeiro santo.

Mas às escondidas…

Comentar com Facebook

Comentários

Últimas notícias

Opinião

Mais lidas