Preso com propina na cueca, Berg Lima realiza manobra e julgamento no TJ é adiado para março

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

O prefeito de Bayeux, Berg Lima, preso em flagrante com propina no cofrinho, realizou mais uma manobra para adiar seu julgamento. Berg manteve um advogado que não faz parte da sua defesa desde o ano passado, apenas com intuito de adiar a sessão que poderia afastá-lo do cargo.

Para desespero da população de Bayeux, Berg Lima ganhou mais 20 dias como prefeito, mas seu afastamento não passa do dia 3

Berg Lima já foi condenado em primeira instância e recorreu à Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba. Caso seja condenado, o prefeito se tornará inelegível e pode ser afastado do cargo. O processo se refere ao caso do vídeo em que Berg Lima foi flagrado supostamente recebendo propina de um comerciante de Bayeux em troca da liberação de pagamentos atrasados.

Comentar com Facebook

Comentários

Notícias relacionadas
Dinheiro da Fundação Mangabeira, do PSB, pode estar sendo utilizado para comprar ataques à Operação Calvário na imprensa

Dinheiro da Fundação Mangabeira, do PSB, pode estar sendo utilizado para comprar ataques à Operação Calvário na imprensa

O blog foi informado que alguns poucos portais e blogs que ainda defendem o ex-governador Ricardo Coutinho estariam recebendo recursos…
Presidente da ALPB determina arquivamento de pedido de impeachment contra governador e vice

Presidente da ALPB determina arquivamento de pedido de impeachment contra governador e vice

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), o deputado Adriano Galdino, determinou, com base em parecer da Procuradoria Jurídica da Casa…
CPI da Energisa deve ser instalada na Assembleia Legislativa da Paraíba

CPI da Energisa deve ser instalada na Assembleia Legislativa da Paraíba

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) deverá aprovar nas próximas semanas a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI)…
"A corrupção não é algo brasileiro, mas a impunidade é uma coisa muita nossa", diz Nilvan Ferreira sobre decisão do STJ a favor do ex-presidiário Ricardo Coutinho

"A corrupção não é algo brasileiro, mas a impunidade é uma coisa muita nossa", diz Nilvan Ferreira sobre decisão do STJ a favor do ex-presidiário Ricardo Coutinho

Pré-candidato a prefeito de João Pessoa, o comunicador Nilvan Ferreira comentou a decisão do STJ que manteve o ex-presidiário Ricardo…

Siga-nos Facebook