pmjp2

Preso há quase 100 dias, única saída para Coriolano é a delação

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

Irmão do ex-governador Ricardo Coutinho, considerado o chefe da organização criminosa que desviou mais de R$ 130 milhões da Saúde, Coriolano Coutinho foi sorteado e hoje é o único membro da ORCRIM que se encontra atrás das grades. No último dia 18, o ministro Gilmar Mendes negou habeas corpus para soltar Cori, que já está preso há quase 100 dias.

Sem cartuxo para queimar no judiciário, pois gastaram todos na soltura de RC em dezembro de 2019, a ORCRIM Girassol abandonou Coriolano. E agora, pra não mofar na cadeia, a única saída é a delação. Cori sabe de coisas que ninguém sabe e podem lhe devolver a liberdade. É só abrir a boca.

Comentar com Facebook

Comentários

Notícias relacionadas
Prefeito de Lucena completa 100 dias de gestão sem nada a mostrar e ganha seu primeiro apelido

Prefeito de Lucena completa 100 dias de gestão sem nada a mostrar e ganha seu primeiro apelido

Pouco afeito ao trabalho e com uma gestão repleta de amadores, Leo Bandeira ganhou o seu primeiro apelido por parte…
Denúncia contra Vitalzinho na Lava Jato não terminou em pizza, terminou em coxinha

Denúncia contra Vitalzinho na Lava Jato não terminou em pizza, terminou em coxinha

Na justiça brasileira nem tudo termina em pizza. Tem coisas que começam e terminam em coxinha mesmo. Por 3×2, a…
Apesar de fazer a pior gestão da história de Bayeux, Luciene de Fofinho segue sem oposição

Apesar de fazer a pior gestão da história de Bayeux, Luciene de Fofinho segue sem oposição

Um fato incomum tem chamado atenção na política de Bayeux. Apesar da prefeita Fofinha ter se revelado um desastre como…
Com apoio de Veneziano, Efraim se consolida para disputar o Senado, mas falta o principal

Com apoio de Veneziano, Efraim se consolida para disputar o Senado, mas falta o principal

É fato que o deputado federal Efraim Filho vem crescendo politicamente e tem conquistado prestígio no cenário nacional. O parlamentar…

Siga-nos Facebook

pmjp2