PROPINODUTO GIRASSOL: Livânia Farias pode ter mentido em delação para livrar a cara de um figurão do PSB

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

O jornalista Wellington Farias fez uma observação interessante sobre a delação de Livânia Farias confirmando a operação de guerra que desapareceu com as provas e o inquérito policial que investigaria os R$ 81 mil apreendidos numa blitz acompanhado de uma lista de pagamento com os nomes de Gilberto Carneiro, Laura Farias e Coriolano Coutinho.

A apreensão ocorreu no dia 30 de junho (quinta-feira), e segundo a delatora, no dia seguinte, 01 de julho (sexta-feira), ela foi convidada por Aracilba Rocha para recuperar as provas e um celular que incriminariam auxiliares de Ricardo Coutinho. Obtendo êxito na ‘operação abafa’, Livânia afirma que o material foi entregue a Nonato Bandeira no mesmo dia, enquanto ele acompanha o então governador Ricardo Coutinho no programa Fala Governador, da Rádio Sanhauá.

A incongruência reside justamente na data do programa, que sempre foi realizado às segundas, e não numa sexta-feira.

Se realmente Livânia encontrou-se com Nonato durante o programa posterior ao dia da blitz, então teria sido o dia 4 de julho, uma segunda-feira.

O GAECO precisa checar as informações com Livânia Farias para saber se ela foi traída pela memória ou está tentando livrar a cara de algum figurão do PSB, justamente o mais interessado no sumiço do inquérito policial.

Sob o comando político de Ricardo Coutinho, PSB vira sinônimo de corrupção na Paraíba

 

 

 

Comentar com Facebook

Comentários

Notícias relacionadas
TERÇA-FEIRA DE FOGO: 6ª Turma do STJ precisa prender o Sergio Cabral da PB

TERÇA-FEIRA DE FOGO: 6ª Turma do STJ precisa prender o Sergio Cabral da PB

Sim, não somos tão desenvolvido como o Rio de Janeiro, mas também temos o nosso Sérgio Cabral! Antes da ‘quarta-feira…
Socorro Gadelha e o 'DNA Ribeiro'

Socorro Gadelha e o 'DNA Ribeiro'

Recém filiada ao PV, mesmo partido do prefeito Luciano Cartaxo, a secretária de Habitação de JP, Socorro Gadelha, talvez seja…
Coordenador das operações que prenderam Berg Lima e Ricardo Coutinho faz um desabafo: "Neste país só quem não pode pagar, fica preso"

Coordenador das operações que prenderam Berg Lima e Ricardo Coutinho faz um desabafo: "Neste país só quem não pode pagar, fica preso"

O promotor Octávio Paulo Neto tem feito história à frente do GAECO, grupo do Ministério Público responsável por investigar e…
Dos 17 vereadores de Bayeux, apenas 5 sempre votaram pela cassação de Berg Lima

Dos 17 vereadores de Bayeux, apenas 5 sempre votaram pela cassação de Berg Lima

É verdade que a classe política de Bayeux caiu em descrédito, principalmente após a prisão do prefeito Berg Lima com…

Siga-nos Facebook