Sem prestígio no governo do Poste, PT fica sem representação na Assembleia após 20 anos

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

“Neste governo ninguém solta a mão de ninguém”, dizia Ricardo Coutinho após a prisão de Livânia Farias, sua mulher de confiança. Mas era só um gesto para acalmar a mulher-bomba, porque solidariedade nunca foi o forte do ex-governador.

Prova disso é o que o PT vive seu pior momento na política paraibana e pela primeira vez em 20 anos o partido não tem um representante na Assembleia Legislativa, apesar de Anísio Maia ocupar a primeira suplência.

O preposto de governador tem preterido o PT, tanto no governo como na ALPB. A articulação do governo priorizou Jutay Meneses, até então da oposição, e Lindolfo Pires. Mas o PT continuou chupando dedo e sem um único representante no parlamento estadual.

Com Luiz Couto é a mesma coisa. Informações obtidas pelo blog dão conta do total isolamento do padre na secretaria que ocupa.

O PT precisa cobrar do governador de fato, Ricardo Coutinho, pois o preposto não tem dado muita moral para a legenda.

Mas o problema é que Ricardo Coutinho só quer ser amigo do PT quando convém e pra ganhar tempo de TV…

Comentar com Facebook

Comentários

Últimas notícias

Opinião

Mais lidas