pmjp 1

STJ nega habeas corpus para tirar Berg Lima da cadeia

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou o pedido de liminar impetrado pela defesa do prefeito de Bayeux afasta, Berg Lima (Podemos), que pedia a liberdade do gestor. O pedido de habeas corpus foi impetrado pela defesa no dia 10 do mês passado, cinco dias após a prisão dele. A decisão foi da ministra Thereza de Assis Moura, relatora da matéria. O mérito da ação ainda vai ser julgado. Berg foi preso em flagrante ao extorquir fornecedores da Prefeitura de Bayeux, para autorizar o pagamento de faturas em aberto.

A operação que resultou na prisão de Berg Lima foi coordenada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) e contou com a participação da Polícia Civil. No pedido de prisão, o Ministério Público da Paraíba alegou a conduta “criminosa” do agente público. Os relatos do empresário, segundo a denúncia, mostraram a forma reiterada com que a cobrança de propina para o recebimento de valores devidos vinha acontecendo. Com o afastamento de Lima, o cargo foi assumido pelo vice, Luiz Antônio (PSDB). Ele ficará no poder enquanto o prefeito estiver afastado do cargo. A Câmara Municipal instaurou um processo que pede a cassação do mandato do gestor.

O prefeito de Bayeux, segundo a denúncia do empresário, teria recebido R$ 11,5 mil para liberar R$ 77 mil devidos. Na denúncia protocolada na Justiça pelo coordenador do Gaeco, Octávio Paulo Neto, o empresário do setor de alimentos apresentou conversas registradas em um aplicativo de compartilhamento de mensagens acertando os pagamentos. Nelas, Berg Lima apontava o local para a entrega da propina. Cansado da extorsão, o empresário procurou a Polícia Civil e o Ministério Público em maio. Desde então, foram recolhidas provas com os indícios do crime. O flagrante foi apenas mais uma peça no quebra-cabeça que inclui extratos bancários, mensagens e captação de vídeo.

Na próxima terça-feira, o Tribunal de Justiça da Paraíba vai analisar o recurso apresentado pela defesa do prefeito, que pede a revogação da prisão e do afastamento dele do cargo.

Suetoni Souto Maior

Comentar com Facebook

Comentários

Notícias relacionadas
Prefeitura de João Pessoa realiza higienização na UPA Oceania em ação preventiva ao coronavírus

Prefeitura de João Pessoa realiza higienização na UPA Oceania em ação preventiva ao coronavírus

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Oceania, no bairro de Manaíra, foi o primeiro equipamento de saúde da…
ABRADEP: Especialistas avaliam os desafios da mulher advogada no meio jurídico

ABRADEP: Especialistas avaliam os desafios da mulher advogada no meio jurídico

A Constituição e legislações infraconstitucionais brasileiras garantem a presença formal de direitos iguais entre homens e mulheres. A realidade, no…
Após auxílio para autônomos e informais, Ruy cobra auxílio para empregados e empresas

Após auxílio para autônomos e informais, Ruy cobra auxílio para empregados e empresas

Na luta contra a pandemia da Covid-19, uma grande conquista foi dada com o auxílio para trabalhares informais e autônomos.…
EUA ultrapassam China em número de casos e viram novo epicentro do coronavírus

EUA ultrapassam China em número de casos e viram novo epicentro do coronavírus

Com mais de 82 mil casos, os Estados Unidos se tornaram nesta quinta-feira (26) o país com mais casos confirmados de Covid-19…

Siga-nos Facebook