Pesquisas revelam que Ciro Gomes é a alternativa mais segura para derrotar Bolsonaro e a extrema-direita no 2º turno

Todas as simulações de 2º turno até o momento evidenciam que Ciro Gomes é a alternativa mais segura para derrotar Bolsonaro e o discurso de ódio da extrema-direita. A candidatura de Bolsonaro se sustenta – em grande parte – no antipetismo que não está  mais sob a liderança do PSDB.

Sem o PT no 2º turno, Bolsonaro ficará órfão de discurso, e sua narrativa que já é pobre, vai se igualar às teorias da conspiração do Cabo Daciolo.

A verdade é que tem muita gente bem intencionada votando em Bolsonaro apenas para derrotar o PT. São pessoas que fazem vista grossa para o discurso machista, homofóbico e supremacista do candidato do PSL. E também não dão a mínima se Bolsonaro é um analfabeto em economia e muito menos possui um projeto de nação sólido. Esses eleitores querem apenas derrotar o PT. E ponto final. Depois eles pensam no dia de amanhã.

“As pessoas não votam em políticos demagogos e autoritários com o objetivo de que eles matem a democracia. Votam em quem promete destronar os governantes com os quais elas estão furiosas”, diz o cientista político Steven Levits­ky.

Resultado de imagem para pesquisa segundo turno haddad bolsonaro

Por tal razão, Bolsonaro leva vantagem contra Haddad em todas as simulações de segundo turno. Mas com Ciro é diferente, porque o pedetista tem a menor rejeição entre os favoritos e apresenta um discurso de centro; ressaltando os pontos positivos dos governos do PT e criticando a corrupção e os erros na economia. Para Ciro Gomes, Lula não é um santo, nem um diabo. E os governos do PT não foram péssimos, nem ótimos.

Resultado de imagem para datafolha segundo turno ciro bolsonaro

Além disso, Ciro conquista com mais facilidade os eleitores do PSDB, da Marina Silva, do Amoedo e do Álvaro Dias, ambos antipetistas em sua maioria, mas que a priori também rejeitam o extremismo de Bolsonaro. Porém, há o risco de uma parcela desse eleitorado relevar as loucuras de Bolsonaro apenas para derrotar o PT.

Bolsonaro sabe que um segundo turno com Haddad representa a sua única chance de vitória. E não foi por acaso que seu primeiro vídeo pós-facada tenha focado no PT, em Lula e Haddad. Bolsonaro quer fazer do segundo turno uma disputa entre honestos X corruptos, nacionalistas X petistas. Estratégia que não se sustenta diante do discurso nacionalista e do histórico de honestidade de Ciro Gomes.

A derrota de Bolsonaro passa necessariamente por Ciro Gomes. Haddad é um ótimo candidato, mas infelizmente facilita a ascensão da extrema-direita no Brasil.

Ciro é caminho…