Economista de Bolsonaro quer a volta da CPMF e imposto de renda igual para pobres e ricos

O economista de Jair Bolsonaro (PSL), Paulo Guedes, anunciou o pacote tributário que pretende implementar no governo. Ele quer recriar um imposto nos moldes da CPMF, que incide sobre movimentação financeira, informa a coluna de Mônica Bergamo no jornal Folha de S. Paulo. Guedes também afirmou querer criar uma alíquota única do IR (Imposto de Renda) de 20% para pessoas físicas e jurídicas —e aplicar a mesma taxa na tributação de lucros e dividendos.

Segundo a reportagem, Guedes ainda estuda eliminar a contribuição patronal para a previdência, que incide sobre a folha de salário —que tem a mesma alíquota, de 20%.