Nomeação de ex-adjunto da Funjope no Governo RC exige ação urgente de Cartaxo na Cultura

A nomeação do ex-secretário adjunto da Funjope, Jonildo Cavalcanti, no Governo Ricardo, exige uma ação urgente do prefeito Luciano Cartaxo para não perder boa parte do trabalho realizado na Cultura de João Pessoa.

Com a adesão de Jonildo à candidatura do PSB, se faz necessário a nomeação de alguém que conheça os bastidores e tenha bom trânsito na Cultura, uma vez que Jonildo era mais eficiente que Maurício Burity e pode levar seu espólio político para proveito do PSB.

Jonildo atendeu muitos pleitos e destravou projetos para muita gente de setores estratégicos da Cultura, como quadrilhas, carnaval, músicos, etc. E agora mudou de lado e sai da prefeitura levando um mapa detalhado dos segmentos que atendeu para os braços do governo do estado e da campanha de João Azevedo.

Cartaxo precisa de um nome que evite a sangria e ao mesmo tempo tenha conhecimento técnico e de militância para continuar e melhorar a política cultural de João Pessoa.

Nos bastidores muitos nomes são cogitados, mas ganha força a opção pelo militante cultural e advogado Rômulo Oliveira, que foi um dos primeiros a romper com o governador Ricardo Coutinho, em 2012, e defender a aliança do ex-prefeito Luciano Agra com Cartaxo.

Rômulo transita bem no meio cultural e pode evitar que os frutos das ações da Funjope vá parar no colo do adversário.