Cantor diz que Ricardo Coutinho é um rato e delinquente da pior espécie, “Quem rouba dinheiro da saúde e dos mais pobres comete o mais cruel e hediondo dos crimes”

O cantor e compositor Vital Farias é mais um a dar uma pista para que o GAECO chegue ao chefão da ORCRIM girassol. Assim como o deputado Walber Virgulino, Vital acredita que Ricardo Coutinho é o chefe da organização criminosa que desde 2011 vem roubando dinheiro da saúde pública.

Vital Farias postou um texto nas redes sociais onde não “poupou elogios” ao Mago:

CONFIRA A ÍNTEGRA DA POSTAGEM…

HUM RATAZANA DO RABO DE DINOSSAURO!

A Paraíba e o Brasil estão em choque! Como cidadão comum que sou acompanho à distância os passos da operação “Calvário” e o desmantelamento de uma organização criminosa que seguramente promoveu o mais aviltante e escandaloso assalto aos cofres públicos da nossa história. Estamos falando de bilhões de reais! Bilhões!

Graças ao trabalho corajoso e independente do Ministério Público, do Judiciário e da Polícia Federal, já podemos identificar o chefe dessa organização criminosa. Ele sempre foi um falso moralista; era chegado a umas bravatas, pousava de gestor sério e moderno, aparentava ter hábitos modestos, frequentemente atacava seus adversários com enorme virulência, tinha um discurso agressivo, era perseguidor, destruiu milhares e milhares de famílias com seus métodos desumanos; era medonho; sequer a própria família ele preservou.

Ele enganou muitos e por muito tempo. E ainda tem os cúmplices que o seguem. Vão afundar uns abraçados aos outros ou trocando tapas. Ele ganhava eleições de forma surpreendente. Hoje sabe-se muito bem o porque e como. Seus assombrosos e inacreditáveis crimes raspavam os interesses eleitorais. Contudo, ganhar as eleições fraudando todo o processo não era seu principal objetivo. Enriquecer, era!!! Ao logo dos anos, enquanto pousava de bom moço , foi amealhando um patrimônio invejável. Uma fortuna de fazer inveja a muitos bilionários.

Um delinquente da pior espécie. Perigoso! Um ceifador de vidas. Sim! Quem rouba dinheiro da saúde e dos mais pobres comete o mais cruel e hediondo dos crimes. E já se sabe que sua ação criminosa se estendia para áreas como a educação. Um monstro!!! O mais perverso que já andou por nossas terras. Seu nome? Todos sabem. Chama-se Ricardo Coutinho, o tirano, o perverso, o medonho, o mal feitor, o bandido. Mas ele está em completo desespero, não fala coisa com coisa, até a voz, antes altiva, oscila em tons estranhos.

Passou a andar como um rato se esgueirando pelos cantos dos aeroportos e se utilizando indevidamente de benesses que não lhe cabem. Seus auxiliares mais próximos estão presos ou foram alvos de buscas e apreensões. Ele está cercado, moralmente destruído. Sua reputação foi à ruína. Restaram-lhe seus bens( imóveis inclusive na Europa). Mais do que adianta? Um rato só rói as sobras e se tiver enjaulado nada lhe restará. Sem patrimônio, sem honra, sem dignidade. Um rato, apenas!”

“Ricardo Coutinho é o Sérgio Cabral da Paraíba”, acusa deputado

Segundo o deputado estadual Tovar Correio Lima, Ricardo Coutinho é o Sérgio Cabral da Paraíba. A declaração foi dada durante a convenção estadual do PSDB, no último domingo, 05.

Ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral assaltou o Estado e já é considerado o maior corrupto do Brasil, tendo desviado quase R$ 1 bilhão.

VÍDEO: “Ricardo Coutinho é um ladrão”, diz Pedro Cunha Lima

Mais um deputado deu uma pista ao GAECO sobre quem seria o chefe da ORCRIM girassol. Durante a convenção do PSDB, realizada neste domingo, 05, o deputado federal Pedro Cunha Lima foi curto e grosso:

“O deputado Tovar falou que gostava de dar nome aos bois, fazendo referência a Ricardo Coutinho. Ricardo não e um boi não, é um ladrão!”

Segundo Pedro, Cássio só perdeu a eleição de 2014, no segundo turno, porque a campanha do PSB era feita na base da propina:

“A gente enfrentou esse esquema com uma desigualdade enorme. Enquanto a gente se esforçava na oposição, enfrentando a estrutura do governo federal, do governo estadual e de uma organização criminosa… Enquanto a gente fazia campanha na oposição, em 2014, um avião particular pousava na Paraíba trazendo dinheiro da propina que saia do Trauma. E mesmo assim vencemos o primeiro turno”, relembrou Pedro.

Pare o parlamentar, quem tira dinheiro da saúde, mata as pessoas:

“Finalmente a Paraíba passa a conhecer os detalhes daquilo que a gente sabia desde sempre. Quem tira dinheiro da saúde mata as pessoas. Aqueles R$ 900 mil na caixa de vinho faz falta ao Trauma”.

É OU NÃO É? Cida acusa Raniery Paulino de chamar Ricardo Coutinho de ladrão

O barraco hoje (27) na Assembleia acabou sobrando para o governador de fato, Ricardo Coutinho. Segundo a deputada Cida Ramos, Raniery Paulino teria chamado RC de ladrão.

O deputado nega.

“Ele disse que não disse [o termo ladrão], mas no meio da minha fala com ele, ele afirmou: ‘ele é ladrão sim, ele é ladrão sim’”, disse Cida.

Será que Raniery tem razão?

E aí, caro leitor, você acha que Ricardo Coutinho é ladrão?

Natural da Colômbia, ministro da Educação chama brasileiro de ‘ladrão’

O ministro da Educação do governo Bolsonaro, Ricardo Vélez Rodríguez, em entrevista a revista Veja fez uma declaração que reforça o estigma e o preconceito contra os brasileiros. Segundo ele, “o brasileiro viajando é um canibal. Rouba coisas dos hotéis, rouba assento salva-vidas do avião; ele acha que sai de casa e pode carregar tudo”, disse.

De acordo com a mentalidade reacionária e boçal do ministro, devido ao fato de que hoje o adolescente viaja, “é necessário lembrar que existem contextos sociais diferentes e que as leis dos outros devem ser respeitadas. O brasileiro viajando é um canibal. Rouba coisas dos hotéis, rouba o assento salva-vidas do avião; ele acha que sai de casa e pode carregar tudo. Esse é o tipo de coisa que tem de ser revertido na escola”, afirmou.

Ele disse também mais sandices sobre a homenagem a Paulo Freire na sede do MEC, afirmando que trocaria o busto do pedagogo por outro de Tobias Barreto (século 19), Antonio Paim (século 20) ou de Olavo de Carvalho (século 21).

Após retorno do prefeito ex-presidiário, lixo toma conta das ruas de Bayeux

O poder judiciário precisa agir rapidamente e expurgar o prefeito ex-presidiário Berg Lima da prefeitura de Bayeux. Além da imoralidade em manter um sujeito que foi preso em flagrante ao receber propina de um fornecedor, a incompetência de Berg tem piorado a situação da cidade, que já não era boa.

O lixo se espalha pela cidade, e a população que praticamente não tem sistema público de saúde, fica mais exposta à doenças e insetos.

Bayeux está entregue às baratas, literalmente, e o judiciário precisar agir para, no mínimo, moralizar a administração pública, pois a cidade não aceita ser administrada por um ladrão que passou quase seis meses na cadeia.

O prefeito ex-presidiário não é o único responsável pelos caos em Bayeux; vereador Jefferson Kita também tem culpa

A população de Bayeux precisa entender os motivos da crise política que a cidade vive. Todos sabem que Berg Lima foi preso em flagrante ao cobrar propina de um fornecedor da prefeitura. A justiça cumpriu com seu papel, o Gaeco também. Faltava apenas a cassação na Câmara Municipal para a população de Bayeux se livrar da maior fraude política da história.

Mas o vereador Jeferson Kita, PSB, presidente da Comissão, decidiu pela inocência de Berg e arquivamento do processo. E ainda articulou com mais 9 vereadores a absolvição de Berg na votação do relatório que o inocentava de um crime incontestável que virou manchete nacional.

Depois de Berg Lima, o vereador Jeferson Kita é o principal responsável pelo caos que tomou conta de Bayeux. É cumplice de todo o sofrimento que a população e o funcionalismo vêm passando desde a prisão do prefeito-presidiário.

Mas em 2020 a população dará o troco…

R$ 20 MIL POR MÊS: Leo Micena articula ação popular para suspender o salário de Berg Lima

Finalmente alguém da classe política de Bayeux se mobiliza para por fim a uma imoralidade. Sem dar um prego numa barra de sabão e depois de ter roubado a cidade de Bayeux, Berg Lima continua recebendo um dos maiores salários de prefeito da Paraíba; R$ 20 mil.

É um verdadeiro tapa na cara do povo trabalhador de Bayeux, que rala diariamente para ganhar um salário mínimo e ainda tem que bancar a vida boa de um prefeito preso em flagrante por corrupção.

Enquanto na cidade falta de tudo, inclusive merenda, o ilustre vagabundo se esforça para continuar recebendo seu salário de R$ 20 mil até dezembro de 2020, pois Berg tem certeza que para a prefeitura ele não volta nunca mais. E como o “projeto” do garoto da fala mansa sempre foi o dinheiro, Berg Lima fez acordos para não ser cassado e continuar lesando o bolso do contribuinte.

Se a Justiça não agir contra essa imoralidade, Berg dará um prejuízo de R$ 1 milhão aos cofres de Bayeux, até dezembro de 2020.

Precisamos elogiar a atitude de Leo Micena, que diferente da maioria da classe política de Bayeux, não fica só jogando conversa fora nos grupos de WhatsApp, e está mobilizando a sociedade para se manifestar contra a imoralidade que representa o salário de Berg Lima.

“Quantas ruas poderiam ser calçadas, quantos medicamentos poderiam estar à disposição do povo e a merenda para as crianças nas creches. Ou seja, Bayeux já perdeu quase R$ 200 mil com essa imoralidade. Chegou a hora de reagir”, afirma Leo Micena.

Na próxima quinta-feira (24), a partir das 9h, em frente à Câmara de Vereadores, será realizado um ato público para coleta de assinaturas para uma ação popular que vai pedir o bloqueio do salário de R$ 20 mil que Berg recebe todo mês sem trabalhar.

POLÍCIA FEDERAL: Temer lavou propina em imóveis da família

A polícia federal avança nas investigações sobre a lavagem de dinheiro atribuída a Michel Temer. A nova evidência encontrada pela Polícia Federal são transações imobiliárias em nomes de terceiros que dizem respeito a imóveis pertencentes à família Temer. Marcela Temer e o filho do casal são proprietários de alguns desses imóveis.

A investigação é um desdobramento das conexões entre Temer e seu operador, o coronel João Baptista de Lima Filho, cujo montante de propina repassada a Temer chega a R$ 2 milhões.

Reformas também estão na lista de possíveis ilegalidades o horizonte judicial do emedebista e aí entram aparecem os nomes da filha Maristela Temer e a sogra, Norma Tedeschi.

Maria Rita Fratezi, mulher do coronel Lima, teria repassado em dinheiro vivo a fornecedores pagamentos de reforma de um imóvel pertencente à Maristela.

Empresas como JBS e Engevix aparecem como possíveis fornecedores do dinheiro que serviu a pagamentos de reformas, em cruzamentos financeiros que remontam às campanhas eleitorais do MDB.

Berg Lima teria recebido R$ 300 mil para apoiar deputado federal, em 2014

A denúncia foi feita em 2014, e correu as redes sociais como rastilho de pólvora, mas o povo de Bayeux não acreditou muito. O então candidato a deputado estadual, Berg Lima, teria recebido R$ 300 mil para votar no deputado federal Damião Feliciano, confira:

O candidato a deputado estadual Berg Lima (PTN), de Bayeux, está envolvido em suposta negociação com o deputado federal Damião Feliciano (PDT) para apoiar candidatura a reeleição. Hoje, a denúncia foi divulgada através das redes sociais do candidato, que aproveitou o espaço utilizado para comentários e se defendeu.

De acordo com denúncia (foto abaixo), Berg teria recebido R$ 300 mil para garantir apoio a Damião Feliciano, na cidade de Bayeux.

Através do Facebook, o candidato Berg Lima se defendeu e disse que não existe “dinheiro”: “Tenho um apoio com compromissos para Bayeux, na política infelizmente temos que fazer alianças de postura. Acho que você foi mal informado, não existe dinheiro, há estrutura de campanha”, publicou Berg Lima.

Polêmica Paraíba