Denunciado pelo GAECO, prefeito de Cabedelo tenta manobra na Câmara para não ser afastado

Na noite da última terça (07), o suplente de vereador Evilásio Cavalcanti Neto (MDB) apresentou a Proposta de Emenda a Lei Orgânica nº 001/2019, que trata de diversas alterações na lei mais importante de Cabedelo.

Dentre as modificações propostas a que chama mais atenção diz respeito à nova redação que se pretende dar ao inciso I do art. 69, que passará a admitir o afastamento das funções do prefeito, apenas no caso de recebimento de uma denuncia pelo Tribunal de Justiça por crime cometido no exercício da própria função de Prefeito.

A mudança estratégica protegeria o mandato do prefeito interino Vitor Hugo. A Polícia Federal acaba de indiciar o vereador e prefeito por participação em organização criminosa quando do exercício do mandado parlamentar e ele, antevendo a possibilidade de ser denunciado pelo GAECO e, após o recebimento da Denúncia pelo Tribunal de Justiça da Paraíba, passar a condição de réu, tenta preservar o mandato recém obtido.

O autor da proposta é o suplente de vereador da linha sucessória de Vitor Hugo e que também foi relator do processo de cassação de diretos políticos do ex-prefeito Leto Viana.

 

Polêmica Paraíba

MANOBRA: Estela Bezerra e Cida Ramos inventam CPI’s desnecessárias e sepultam investigação sobre a Cruz Vermelha na ALPB

O Ministério Público e o GAECO precisam prestar mais atenção na movimentação das deputadas estaduais Estela Bezerra e Cida Ramos. Ambas manobraram para sepultar a CPI da Cruz Vermelha. Elas tem medo de quê?

Como se sabe, a ex-chefe de gabinete de Estela é presidente da Cruz Vermelha na Paraíba.

Ou seja, tem gente como medo das investigações…

Estela e Cida protocolaram três pedidos de CPI’s desnecessárias e sem o menor fundamento. E como a Assembleia não pode ter mais de três comissões ao mesmo tempo, a CPI da Cruz Vermelha está sepultada.

As deputadas manobraram e usaram o regimento da Casa para impedir que parlamentares investiguem o maior esquema de corrupção da história da Paraíba, envolvendo bilhões de reais.

Mas passaram recibo. E prego que se destaca sempre leva martelada…

Cabe à oposição apelar ao judiciário para inibir uma manobra tão descarada.

Elas tem medo de quê?