Candidato a federal, Leonardo Gadelha recebe apoio de 10 vereadores e suplentes de Campina Grande

O candidato a deputado federal Leonardo Gadelha (PSC) recebeu nesta quarta-feira (05) um apoio substancial na campanha para tentar retornar à Câmara Federal nas eleições de outubro próximo.

Ao lado do empresário Dalton Gadelha, ele esteve reunido no começo da tarde com 10 vereadores e/ou suplentes da bancada situacionista na Câmara Municipal de Campina Grande, no restaurante Tábua de Carne, ocasião em que recolheu do grupo o apoio e o engajamento à sua postulação.

O grupo é formado por Nelson Gomes Filho (PSDB), Ivan Batista (PSDB), Sargento Regis, Joia Germano (PSDB), Álvaro Farias (PSC), Márcio Melo (PSDC), Sargento Neto (PRTB), Janduhy Ferreira (Avante), Saulo Germano (PSDC) e Alexandre do Sindicato (PHS).

– Fiquei extremamente contente e emocionado com os depoimentos que escutei dos vereadores acerca dos investimentos que estamos fazendo em Campina Grande – assinalou Dalton Gadelha, chanceler da Unifacisa.

Leonardo, que tem se destacado por sua defesa de um modelo econômico que torne a Paraíba uma referência nacional em desenvolvimento sustentável na área de energias renováveis, recebeu da empreendedora Campina Grande um apoio e tanto.

Preso em flagrante por corrupção há quase um ano, Berg Lima continua recebendo salário de R$ 20 mil

Enquanto a maioria do trabalhador honesto de Bayeux tem que fazer milagre pra sobreviver com um salário de R$ 954,00, um político preso em flagrante por corrupção ganha R$ 20 mil todo mês sem dar um prego numa barra de sabão. E assim deve continuar até dezembro de 2020, já que 10 vereadores da cidade votaram contra a cassação de Berg Lima e arquivaram o processo.

Diferente de gestores que são afastados por suspeitas de corrupção, Berg Lima foi afastado do cargo porque foi preso em flagrante e vários vídeos comprovam o crime cometido. Ou seja, não há dúvidas sobre a ilicitude.

O mais curioso é que a classe política de Bayeux compactua com tal imoralidade e até o presente momento ninguém provocou a Justiça para que o salário de Berg Lima seja suspenso.

Enquanto Bayeux continua um caos e falta de tudo para a população mais carente, um corrupto dará um prejuízo aos cofres da cidade de quase R$ 1 milhão até 2020. E tudo isso com a ajuda dos nobres vereadores:

Perícia no celular de Berg Lima pode confirmar participação de vereadores e secretários em escândalo

A informação foi repassada pelo próprio delegado que prendeu o prefeito afastado Berg Lima, durante entrevista na rádio CBN. O celular está sendo periciado, e outros crimes inclusive, podem ser revelados, já que existia muita denuncia de corrupção desde a posse de Berg.

Agora entendemos porque os vereadores estão calados…