TSE cassa mandato de governador absolvido pelo TRE e situação de Ricardo Coutinho se complica

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

Um dos argumentos dos advogados e colunistas que defendem o governador Ricardo Coutinho no julgamento da Aije Fiscal, no TSE, é que o mesmo já foi absolvido no TRE. Fato que não garante absolutamente nada. Se assim fosse, o TSE não teria sentido de existir, já que as decisões regionais seriam imutáveis.

Ao cassar o governador do Tocantins, nesta quinta, 22, o TSE desmistificou tal argumento e ratificou seu papel de filtrar decisões estaduais sob forte influência do poder executivo. Assim como Ricardo Coutinho, o governador do Tocantins também tinha sido absolvido no TRE, mas foi cassado.

Geograficamente distante da política local, o TSE é naturalmente ano-luz mais isento e capaz que as cortes regionais; fortemente contaminadas por interesses pessoais e a influência dos governadores de plantão.

É melhor o governador Ricardo Coutinho ir se preparando para o pior…

Comentar com Facebook

Comentários

Notícias relacionadas
'Patriota' Cabo Gilberto é a favor da privatização da Petrobrás

'Patriota' Cabo Gilberto é a favor da privatização da Petrobrás

Se depender dos ‘patriotas’ da qualidade do deputado Cabo Gilberto, o Brasil será alugado para os gringos, como dizia Raul…
Procura-se vereador de oposição em Lucena

Procura-se vereador de oposição em Lucena

Apesar dos inúmeros absurdos da gestão do prefeito Leo Bandeira, como o aumento dos cargos comissionados/contratados em 61%, nomeação de…
Afinal, quando é que Veneziano vai criar coragem para oficializar o rompimento e entregar os cargos no governo de João Azevedo?

Afinal, quando é que Veneziano vai criar coragem para oficializar o rompimento e entregar os cargos no governo de João Azevedo?

Ficou faltando um último ato para encerrar o teatro mambembe do senador Veneziano e sua esposa Ana Cláudia: a entrega…
Lula terá que prestar contas sobre a desastrosa gestão de Dilma; Ciro está aí para cobrar

Lula terá que prestar contas sobre a desastrosa gestão de Dilma; Ciro está aí para cobrar

Não, a eleição de 2022 não será um plebiscito entre o lulopetismo e o bolsonarismo. Cada qual terá que explicar…

Siga-nos Facebook