pmjp2

Vereador Thiago Lucena foge do óbvio e se torna favorito à reeleição

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

O vereador Thiago Lucena tem dedicado boa parte do seu mandato para defender pautas como empreendedorismo, inovação e criatividade.

É dele, por exemplo, a lei que estabelece a declaração dos direitos de liberdade econômica no âmbito do município de João Pessoa, a criação do Polo de Tecnologia da Capital – EXTREMOTEC e o projeto que prevê a atualização da legislação municipal para desburocratizar a máquina pública e facilitar a vida do setor produtivo.

Com um mandato muito bem conceituado nessas áreas, Thiago agora se abre para debater não apenas os aspectos econômicos do Pós-Pandemia, mas também as questões relacionadas à saúde mental da população de João Pessoa.

Epidemia de Ansiedade

O Brasil sofre uma epidemia de ansiedade. Segundo dados de 2019 da OMS (Organização Mundial da Saúde), o país tem o maior número de pessoas ansiosas do mundo: cerca de 18,6 milhões de brasileiros (9,3% da população) convivem com o transtorno. A ansiedade é, em última análise, a principal causa da depressão — doença considerada o mal deste século.

João Pessoa não foge à regra, e com a necessidade de isolamento social causado pelo novo coronavírus, estas patologias mentais foram potencializadas transformando a vida em uma existência dura.

Thiago entende que é fundamental que o município amplie os serviços que atenda as pessoas com qualquer tipo de sofrimento mental. Por isso, está propondo, a partir da próxima legislatura a reestruturação dos serviços do Pronto Atendimento em Saúde Mental – PASM, bem como a criação através de projeto de lei, do Programa Municipal de Práticas Integrativas de Saúde, levando as Unidades de Saúde da Família, praças e parques serviços como yoga, reiki, tai chi chuan, terapia alternativas, como também a reforma do Espaço “Equilíbrio do Ser” do Bancários, e propor a criação de uma segunda unidade na região da Praia.

O aumento significativo do número de suicídios em João Pessoa fez com que o vereador verificasse a importância de institucionalizar, através de lei, o serviço de teleatendimento psicológico no município, e de apoiar, através de emendas parlamentares, a rede de entidades sociais que atuam na reabilitação de dependentes químicos.

Além da necessidade de cobrar da prefeitura a reforma e ampliação da rede de Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) existentes na cidade e de propor a criação de 1 “CAPS-Auti” vocacionado para pessoas com espectro autista.

Vereador de primeiro mandato, Thiago prova que é possível sair da bolha e pensar a cidade com um olhar em 360 graus. Ele está certo!

Comentar com Facebook

Comentários

Notícias relacionadas
Aguinaldo Ribeiro deve apresentar parecer da Reforma Tributária ainda nesta semana

Aguinaldo Ribeiro deve apresentar parecer da Reforma Tributária ainda nesta semana

O deputado federal paraibano Aguinaldo Ribeiro (PP), líder da maioria na Câmara e relator da proposta de Reforma Tributária deverá…
Aliado de Bolsonaro, Cabo Gilberto anuncia apoio ao candidato Nilvan Ferreira

Aliado de Bolsonaro, Cabo Gilberto anuncia apoio ao candidato Nilvan Ferreira

O deputado estadual, Cabo Gilberto (PSL), um dos principais cabos eleitorais do presidente Jair Bolsonaro na Paraíba e coordenador de campanha do…
VÍDEO: Em Pedras de Fogo, ex-vereador aliado de Lucas Romão dá socos em eleitora de Manoel Jr

VÍDEO: Em Pedras de Fogo, ex-vereador aliado de Lucas Romão dá socos em eleitora de Manoel Jr

O ex-vereador de Pedras de Fogo, Zé do Povo, conhecido como Zé de Saia, agrediu uma mulher, na manhã deste…

Siga-nos Facebook

pmjp2