Em Brasília, Luciano acerta detalhes da liberação de U$ 100 milhões para o Cidade Sustentável

Depois de assegurar a aprovação do programa “João Pessoa, Cidade Sustentável” em Washington (EUA), o prefeito da capital paraibana, Luciano Cartaxo, se reuniu no último dia 23 com a Secretaria do Tesouro Nacional (STN), em Brasília, para dar andamento ao processo de liberação dos U$ 100 milhões (R$ 330 milhões) em investimentos para a cidade, por meio de convênio já aprovado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A iniciativa prevê um plano de ação para João Pessoa nos próximos 30 anos. A contrapartida da gestão municipal foi iniciada, com a construção de novos espaços públicos e mais de 6,4 mil moradias.

“Esse é mais um legado para o futuro de João Pessoa, demonstra o compromisso com o planejamento e os resultados também no longo prazo, indo além do nosso mandato e preparando a cidade para 1 milhão de habitantes”, disse o prefeito, que se reuniu com a subsecretária do Tesouro Nacional, Priscila Maria Santana e o coordenador-geral de Operações de Crédito para Estados E Municípios, Renato da Motta. “Estamos fazendo o acompanhamento permanente de cada etapa do programa, iniciado ainda durante o período de transição, em 2012. Concluído este próximo passo, vamos iniciar um novo conjunto de ações, a exemplo do Centro de Cooperação da Cidade, além da reurbanização de todo o Complexo da Beira Rio”, apontou.

De acordo com o secretário da Receita de João Pessoa e coordenador do “João Pessoa, Cidade Sustentável”, Adenilson de Oliveira, a avaliação da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) consiste na última etapa para liberação do convênio. “Os investimentos chegarão em um momento muito oportuno, marcado por uma gestão que soube planejar, cortar gastos, fazer mais e atrair novos recursos. Todo esse monitoramento, aqui em Brasília, é fundamental para que a liberação dos recursos seja feita o quanto antes”, declarou. Com o convênio, serão implementadas 60 ações de grande porte para garantir ainda mais qualidade de vida na Capital paraibana, ao longo das próximas décadas.

Comentar com Facebook

Comentários

COMPARTILHAR