Ex-promessa do PSB, Estela Bezerra chega ao fim do seu primeiro mandato com fama de preguiçosa

Ex-favorita do governador Ricardo Coutinho, a deputada estadual Estela Bezerra não conseguiu empolgar em seu primeiro mandato legislativo e ficou aquém da expectativas do PSB e dos movimentos sociais.

E para piorar a imagem de Estela, alguns atritos com outros parlamentares tem colocado em xeque a desenvoltura e agilidade da socialista, que começa a ganhar fama de preguiçosa e pouco afeita ao trabalho.

Recentemente, a deputada estadual Eliza Virgínia criticou a morosidade da Estela na imprensa: “A falta de trabalho de Estela faz com que meu trabalho atrase”. Eliza condena a lentidão de Estela na Comissão de Constituição e Justiça, por onde se verifica a constitucionalidade e legalidade dos projetos apresentados.

“Tem muitos projetos de outros deputados que estão há meses sem ninguém saber o que tá acontecendo”, disse Eliza, que ainda pediu que Estela renunciasse à CCJ.

Em junho, mais um atrito motivado pelo aversão que Estela tem ao trabalho. A deputada Daniella Ribeiro usou a tribuna para denunciar o negligenciamento de Estela com a comissão mais importante da Casa. Daniella chegou a dizer que Estela não acorda cedo e marca as reuniões da CCJ de acordo com os interesse privados.

“Tem dia com três mudanças de reunião. Tenho aqui registrado no meu WhatsApp”, ressaltou Daniella Ribeiro, sempre fazendo referência ao fato de que, quando o presidente da CCJ era Janduhy Carneiro (Podemos), esses fatos não ocorriam.

A fama de Estela nos bastidores da política é antiga, e vem desde os tempos da secretaria de Planejamento de João Pessoa, mas só agora vem se tornando público.

Estela não vive um bom momento em sua curta carreira política e recentemente chegou a trocar tapas com militantes do PSB. Parece que a disputa interna com a professora Cida Ramos tem tirado o sono da ex-favorita do governador Ricardo Coutinho.

Em menos de 100 dias, prefeito interino de Bayeux reduz a folha de pessoal de 75% para 64%

Aos poucos, o prefeito interino de Bayeux, Luiz Antonio, vem organizando a bagunça administrativa deixada por Berg Lima. É o que comprova os dados do Tribunal de Contas do Estado, mostrando a redução dos gastos com a folha de pessoal de 75% para 64,84%, em pouco mais de dois meses:

Falta pouco para o município atingir o limite legal estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal, que é 54% da receita corrente líquida. A redução só não foi maior por conta da queda mensal nos repasses do Fundo de Participação dos Municípios – FPM, em decorrência da crise econômica nacional.

É preciso reconhecer que Luiz Antonio vem fazendo a tarefa de casa, cortando gastos desnecessários, reduzindo a folha de pessoal e demitindo os funcionários fantasmas nomeados na gestão de Berg Lima.

A gestão passada tinha perdido o controle das nomeações e chegou a ter no mês de abril, 2.370 apadrinhados. Superando a quantidade de servidores efetivos; 1.618, conforme demonstra o Tribunal de Contas do Estado:

Fato que foi motivo de inúmeros escândalos na gestão de Berg Lima, um deles envolvendo a farra do cunhado Luis Carlos e demais secretários e coordenadores:

 

Cartaxo libera R$ 1,6 mi do Banco Cidadão para 265 microempresários

Microempreendedores de João Pessoa recebem nesta segunda-feira (25) uma nova oportunidade para investir, gerar mais empregos e renda. O prefeito Luciano Cartaxo libera créditos do Banco Cidadão no valor de R$ 1,6 milhão para 265 pequenos empresários investirem em capital de giro e compra de equipamentos, ou pessoas que buscam a autonomia financeira através do próprio negócio. Com esta entrega, a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) atinge a marca de R$ 42,4 milhões investidos na economia do município desde 2013, o maior volume de investimentos já realizado em microcrédito. A solenidade acontece no auditório do Paço Municipal, às 9h.

“Esta medida é um grande incentivo para que os pequenos empresários da Capital superem a crise financeira com mais investimentos no próprio negócio. A Prefeitura não ficou parada esperando a crise passar e mantém um forte ritmo de investimentos, apresentando muitos resultados em entrega de obras e serviços e contribui para que as pessoas também possam superar este momento e continuar crescendo, fazendo a economia girar e movimentar toda a cidade”, afirmou o prefeito Luciano Cartaxo.

Esta é a quinta liberação de microcrédito apenas neste ano, totalizando em 1.591 o número de pessoas que foram beneficiadas com recursos do Banco Cidadão. Ao longo de 2017, o valor investido supera R$ 8,8 milhões, chegando a diversas áreas, como alimentação, vestuário, informática, limpeza, oficina, entre outras. Estas pessoas beneficiadas também tiveram acesso a cursos de capacitação e empreendedorismo no Banco Cidadão, que é subordinado à Secretaria Municipal de Trabalho, Produção e Renda.