Ministério Público Eleitoral denuncia Bolinha por injúria contra Romero Rodrigues

A promotora de Justiça Luciara Lima Simeão Mourão, do Ministério Público Eleitoral, ofereceu denúncia contra o candidato a prefeito Artur Bolinha (PSL), da Coligação É Hora de Uma Nova História, por conduta criminosa contra a honra do prefeito Romero Rodrigues, de Campina Grande.

Pela mesma conduta, Bolinha já foi punido pela Justiça Eleitoral, ao ter de ceder o próprio tempo das inserções para veicular um direito se resposta de Romero Rodrigues, que foi alvo de insinuações se corrupção por parte da campanha do PSL.

Segundo a denúncia, formalizada após o MP receber uma notícia-crime, no momento que a foto é exibida, com Romero em destaque, enquanto o locutor fala que Bruno faz campanha ao lado dos corruptos, é dado certo destaque ao prefeito Romero Rodrigues.

Acatando o teor da notícia-crime, Luciana Mourão observa que Romero nunca foi investigado, indiciado ou condenado pelo crime de corrupção. A promotora chama a atenção também para o fato de que o vídeo traz afirmações injuriosas, ao se referirem a Romero, repetidamente, como corrupto.

Por fim, a representante do MP Eleitoral pede que se instaure o devido processo legal, citando-se Bolinha para os devidos fins legais, “prosseguindo-se o feito em seus ulteriores atos e termos, buscando, ao final, se comprovados os fatos, decreto condenatório, de tudo ciente o Ministério Público”.

Confira: Denúncia – MP

VÍDEO: Campanha de Luciene de Fofinho confirma que vereador de Maturéia é um ‘laranja’ na secretaria de Saúde

O locutor oficial da campanha de Luciene de Fofinho tem divulgado aos quatro cantos de Bayeux que o secretário de Saúde da cidade é o dr. Tiago Wanderley, dono da policlínica Viva. O problema é que o secretário de Saúde ‘oficial’ é o vereador de Maturéia, Bruno Wanderley, primo de Tiago.

 

Ou seja, de acordo com a própria campanha de Luciene de Fofinho, o vereador de Maturéia, que está na secretaria de Saúde e disputa a reeleição no Sertão, é apenas um laranja.

Tem caroço nem angu e é bom o Ministério Público investigar…